Vale informa que Forquilha III tem rotina operacional normal

05/04/2024
Segundo a Vale, os instrumentos instalados para monitoramento da estrutura não acusaram alteração nas suas condições

 

A Vale comunica que a identificação, análise e correção de anomalias em uma barragem, como a de Forquilha III, localizada em Ouro Preto (MG), é uma rotina operacional normal dentro do sistema de gestão de barragens e rejeitos da mineradora e está alinhada ao padrão global da indústria (GISTM). O acúmulo de material sedimentado na saída do dispositivo de drenagem foi detectado em 15 de março de 2024. A Vale, prontamente, comunicou a situação aos órgãos competentes e, em conjunto com a Agência Nacional de Mineração (ANM) e com a empresa de auditoria técnica independente que acompanha a estrutura e as obras de descaracterização, desenvolveu um plano de ação e vem acompanhando a situação minuciosamente.

Segundo a Vale, os instrumentos instalados para monitoramento da estrutura não acusaram alteração nas suas condições. A barragem Forquilha III é parte do Programa de Descaracterização de Barragens a Montante da Vale e o protocolo de emergência em nível 3 para a barragem Forquilha III foi ativado em 2019, quando ocorreu a evacuação da Zona de Autossalvamento (ZAS), que segue sem a presença de pessoas e animais de criação. A Vale afirma priorizar a segurança de suas barragens, operações, empregados e comunidades, com uma atuação transparente. A companhia continuará acompanhando de forma diligente o desempenho de segurança da barragem Forquilha III e seguirá com ações para estabelecer níveis satisfatórios de segurança e estabilidade à estrutura até que sua descaracterização seja concluída.