14/02/2019
SAMARCO

Testes mensais junto às comunidades

A Samarco realiza teste mensal com acionamento das sirenes do Sistema de Alerta de Emergência todo dia 10 desde março de 2018. Ontem, 10 de fevereiro, as sirenes instaladas nas comunidades de Bento Rodrigues, Camargos, Ponte do Gama, Paracatu de Baixo, Paracatu de Cima, Borba, Pedras, Campinas, Gesteira, Barreto e sede de Barra Longa foram acionadas novamente. A ação é realizada pelas Defesas Civis de Mariana e Barra Longa em parceria com a Samarco. As sirenes emitem uma mensagem de voz, informando de que se trata de um teste e, logo em seguida, o som de alerta durante um minuto.
 
O objetivo da ação é testar os equipamentos e conscientizar os moradores sobre o alerta emitido pelas sirenes. O acionamento foi acordado previamente com as comunidades e atende a uma determinação das Defesas Civis. A Samarco informa que as suas barragens estão estáveis e são monitoradas 24 horas por dia, sete dias por semana, conforme atesta auditoria independente internacional. O Centro de Monitoramento de Inspeção (CMI) da Samarco conta com aproximadamente 600 equipamentos, dentre eles radares, acelerômetros, estações robóticas, inclinômetros e drones. O local foi aperfeiçoado com base nos aprendizados obtidos após o rompimento da barragem de Fundão, em novembro de 2015.
 
Além da instalação das sirenes, a Samarco apoia as Defesas Civis de Mariana e Barra Longa na realização de simulados que têm o objetivo de treinar a população e os agentes municipais sobre como proceder em uma situação de emergência. Desde o acidente em 2015 até hoje, foram realizados quatro simulados com as comunidades de Mariana e de Barra Longa. Os simulados integram um Sistema de Emergência orientado pelas normas e procedimentos que compõem o Plano de Ações Emergenciais de Barragens de Mineração (PAEBM) da Samarco. 

Veja também