19/07/2018
LARGO RESOURCES

Receita cresce 198% no trimestre

A Largo Resources prevê uma receita entre CDN$ 99 milhões e CDN$ 107 milhões no segundo trimestre de 2018, o que representaria uma aumento entre aproximadamente 176,6% e 198,9% em relação ao segundo trimestre de 2017. O resultado deve ser alavancado – em grande parte – pela alta dos preços de pentóxido de vanádio (V2O5) e aumento da produção em comparação com o segundo trimestre de 2017.
 
O preço do V2O5 para a última semana do segundo trimestre de 2018, conforme relatado pelo Metal Bulletin, foi de US$ 17,00 / lb V2O5 a US$ 17,50 / lb V2O5, comparado a US$ 5,35 / lb V2O5, a US$ 6,00 / lb V2O5 na última semana do segundo trimestre de 2017. Apesar da alta no preço do V2O5, a Largo terá aumento das despesas com royalties correspondentes e alguns ajustes cambiais em grande parte não monetários, antecipadamente exigidos como resultado do enfraquecimento do real em relação ao dólar. 

Veja também

17/09/2019
VANÁDIO | Maracás comemora cinco anos
12/09/2019
LARGO RESOURCES | Paulo Misk é novo presidente e CEO
16/08/2019
VANÁDIO | Produção da Largo cresce 20%
28/06/2019
LARGO RESOURCES | Paul Vollant será o diretor de Vendas
29/05/2019
PLATINOIDES | Jangada Mines negocia Pedra Branca
10/04/2019
VANÁDIO | A expansão da Largo na Bahia
20/12/2018
VANÁDIO | Largo conclui programa de sondagem