10/11/2020
KINROSS

Produção atinge 603 onças de ouro

A Kinross Gold produziu 603.312 onças equivalentes de ouro atribuíveis e vendeu 588.559 de onças no terceiro trimestre de 2020. O lucro líquido quase quadruplicou, somando US$ 240,7 milhões, ou US$ 0,19 por ação, e o lucro líquido ajustado quase triplicou, chegando a US$ 310,2 milhões, ou US$ 0,25 por ação, em comparação com o terceiro trimestre de 2019. A companhia permanece no caminho para seu guidance original de 2020 para produção, custos de vendas por onça, custo de sustentação total por onça e despesas de capital pelo nono ano consecutivo, apesar dos impactos da pandemia COVID-19. 

O custo de produção das vendas foi de US$ 737 por onça equivalente, enquanto o custo por sustentação total chegou a US$ 958 por onças vendidas, ambos dentro do planejado para 2020. O fluxo de caixa operacional mais que dobrou, indo a US$ 544,1 milhões e o fluxo de caixa operacional ajustado aumentou 86%, para US$ 549,6 milhões, em comparação com o terceiro trimestre de 2019. Caixa e equivalentes de caixa somam US$ 933,5 milhões e a liquidez total de US$ 2,5 bilhões em 30 de setembro de 2020. A empresa também melhorou ainda mais suas métricas de dívida, incluindo sua dívida líquida sobre o índice de EBITDA.

Em agosto de 2020, a Kinross divulgou seu Relatório de Sustentabilidade bienal, com destaque para o forte ESG da companhia. Em 17 de setembro de 2020, a empresa anunciou um perfil de produção crescente de três anos, com previsão de aumentar 20%, para 2,9 milhões de onças equivalentes de ouro em 2023. Em 30 de setembro de 2020, a Kinross adquiriu 70% do projeto Peak, no Alasca. Como operadora do projeto, a empresa espera processar o minério de Peak em sua usina Fort Knox, beneficiando tanto o projeto quanto a mina. Em outubro, a Kinross informou uma perspectiva de produção de longo prazo, com produção anual média esperada de 2,5 milhões de onças Au eq. até 2029. 

“A Kinross entregou outro trimestre forte, gerando um fluxo de caixa livre robusto e um aumento significativo nos lucros. Nossas minas continuaram a apresentar bom desempenho, pois nossas equipes globais administraram com eficácia os desafios operacionais causados pela pandemia COVID-19. Como resultado, estamos bem encaminhados para cumprir nossa meta anual de produção e custos pelo nono ano consecutivo”, disse J.Paul Rollinson, CEO e presidente da Kinross. 

“Ano após ano, nossas margens cresceram 60%, para US$ 1.171 por onça de ouro vendida, o que ultrapassou substancialmente o aumento de 30% no preço médio do ouro realizado, além de continuarmos a fortalecer nosso balanço patrimonial de grau de investimento”, disse o executivo.