Presidente da BHP diz que acionistas irão decidir sobre aquisição

16/05/2024
O presidente da BHP disse ainda que a companhia não depende de fusões e aquisições, graças à força de seu portfólio

 

O presidente-executivo da BHP, Mike Henry, defendeu a proposta de aquisição da Anglo American pela BHP na conferência anual Bank of America Securities 2024 Global Metals, Mining and Steel, em Miami, nos Estados Unidos. “Tudo irá depender dos acionistas - se estão em melhor posição com a reestruturação proposta pela Anglo ou com o acordo de US$ 64 bilhões da BHP”, disse Henry. “Eles têm que analisar os planos, decidir qual dos dois eles acreditam que irá criar o maior valor mais rapidamente, e têm que determinar a probabilidade de execução desses planos, incluindo qual equipe eles acreditam ser mais capaz e tem mais capacidade e melhor histórico de execução”.

O presidente da BHP disse ainda que a companhia não depende de fusões e aquisições, graças à força de seu portfólio e da experiência da BHP como outra alavanca importante. “Acreditamos que ambos os grupos de acionistas teriam a ganhar com a proposta e o plano muito claro que apresentamos à Anglo”, disse ele. “Todos os acionistas poderiam participar de uma história bastante emocionante”. Segundo Henry, a base de recursos existente da BHP e a abordagem multifacetada da empresa sobre como construir valor futuro para os acionistas significa que a BHP nunca dependerá de aquisições. “Temos uma reputação de disciplina conquistada com muito esforço quando se trata de alocação de capital e não encaramos isso levianamente.”

Quando questionado por um membro da audiência se uma oferta revisada faria com que a BHP recuasse em sua exigência de desmembrar a Anglo American Platinum e a Kumba Iron Ore, Henry permaneceu firme no plano da empresa. “A platina não é uma commodity para a BHP”, disse Henry. “Quando se trata de minério de ferro, tenho sido claro que o minério de ferro não é a commodity que buscamos para um grande crescimento. Buscaremos crescimento incremental, baixo investimento de capital e assim por diante nos mercados existentes (minério de ferro). Não é um negócio que consideramos um dos principais pilares de crescimento para seguirmos em frente. O caminho para a expansão dos negócios é relativamente claro e há um longo histórico de conseguirmos fazer isso com sucesso”. (Com informações do Australian Mining

Direto da Fonte