Alcoa fecha acordo para demonstrar ELYSIS em escala industrial

04/07/2024
O projeto de demonstração da Rio Tinto ocorrerá em Arvida, em Quebec, Canadá, e inclui 10 cubas de fundição ELYSIS operando a 100 quiloamperes (kA)

 

A Alcoa Corporation avançou mais na tecnologia ELYSIS com os planos da Rio Tinto de lançar a primeira demonstração em escala industrial da tecnologia inovadora, que elimina todas as emissões de gases de efeito estufa (GEE) do processo tradicional de fundição e produz oxigênio como subproduto. Estabelecido em 2018, o ELYSIS é uma parceria tecnológica entre a Alcoa e a Rio Tinto para avançar a tecnologia desenvolvida inicialmente no Alcoa Technical Center (ATC) fora de Pittsburgh. O projeto de demonstração da Rio Tinto ocorrerá em Arvida, em Quebec, Canadá, e inclui 10 cubas de fundição ELYSIS operando a 100 quiloamperes (kA), um tamanho semelhante aos que operam em fundições comerciais de menor escala.

A Alcoa tem o direito de comprar até 40% do metal produzido na demonstração em Arvida, permitindo que os clientes da Alcoa se beneficiem do processo eletrolítico sem carbono da ELYSIS no início do ciclo de desenvolvimento da tecnologia. A meta para a primeira produção é até 2027. “Desde a invenção do processo de fundição de alumínio, em 1886, que ainda está em uso hoje, a Alcoa continua a criar tecnologias transformacionais para melhorar nossa indústria”, disse William F. (Bill) Oplinger, Presidente e CEO da Alcoa Corporation. “Estamos orgulhosos de progredir a tecnologia inicialmente desenvolvida em nosso centro técnico para sua próxima fase dentro da parceria ELYSIS. O alumínio desempenha um papel crítico na transição energética mundial e nos esforços de descarbonização; com a tecnologia ELYSIS, a fundição deste importante metal também pode ser feita sem emissões diretas de carbono”.

Para dar suporte à demonstração industrial, a Alcoa fabricará os ânodos e cátodos ELYSIS proprietários na ATC, o que incluirá a instalação e operação de novos equipamentos. A Alcoa antecipa se beneficiar dos aprendizados desta fase da demonstração e espera aplicá-los em fases futuras no desenvolvimento do ELYSIS. O metal produzido pelo processo ELYSIS melhorará ainda mais os produtos de baixo carbono da Alcoa já existentes no mercado, como a linha de produtos Sustana™. Como fornecedora de tecnologia, a ELYSIS retém a propriedade intelectual total de sua tecnologia proprietária.