12/11/2020
MINERAÇÃO NO MAR

Plataforma no Fórum Econômico Mundial

Uma nova forma de atender à crescente demanda por minerais essenciais para fabricantes de veículos elétricos, eletrônicos e baterias foi lançada no Fórum Econômico Mundial realizado na Suíça entre os dias 9 e 11 de novembro de 2020. Investimentos públicos e privados significativos foram feitos para extrair cobalto, níquel, lítio e outros minerais do fundo do mar; no entanto, mais de 80 organizações não governamentais expressaram preocupação sobre os perigos da extração comercial.

Embora existam locais para países, cientistas, indústria de mineração do fundo do mar e organizações ambientais discutirem mineração em águas profundas, as empresas que usam esses tipos de minerais - os fabricantes de produtos e os mercados de metais - anteriormente não tinham um lugar para aprender e discutir esse tópico. Para criar o espaço necessário para que essa indústria se reúna, discuta e se envolva nessa questão complexa, o Fórum Econômico Mundial lançou o Deep-Sea Minerals Dialogue - uma plataforma imparcial para o diálogo da cadeia de valor sobre as considerações de abastecimento responsável para o possível surgimento de minerais do fundo do mar. Esta nova plataforma utilizará a abordagem multissetorial do Fórum e espera reunir empresas responsáveis e acelerar sua participação neste tópico. A nova plataforma irá alavancar especialistas com diferentes pontos de vista e analisar sistemas de tomada de decisão e aprendizados de indústrias existentes.

Dominic Waughray, Diretor Executivo do Fórum Econômico Mundial, disse: "A mineração em águas profundas é um tópico transversal que pode afetar tanto o progresso na ação climática quanto a preservação da biodiversidade e está relacionado com a transição para uma economia circular. As partes interessadas devem tomar a decisão mais sábia possível”. Para a organização, os próximos anos são críticos, pois as decisões regulatórias, de tecnologia e de investimento estão sendo tomadas. Essas decisões podem determinar o impacto ambiental e social dos minerais do fundo do mar. Embora os minerais possam não entrar na cadeia de abastecimento por alguns anos, exemplos envolvendo a mineração de cobalto da República Democrática do Congo e o fornecimento de óleo de palma da Indonésia mostram que a omissão de ação antecipada pode resultar em esforços dispendiosos para limpar a cadeia de abastecimento e a reputação depois do impacto.

Um novo documento informativo lançado no início de novembro, intitulado Deep-Sea Minerals: What Manufacturers and Markets Need to Know, destaca por que os fabricantes de fontes minerais e os mercados de metal precisam se envolver agora na discussão sobre minerais do fundo do mar. Ele destaca considerações de abastecimento responsável para empresas que usam ou trocam metais e minerais, complementando os relatórios existentes sobre a lacuna entre a oferta e a demanda de minerais, bem como a falta de compreensão científica sobre o fundo do mar e os impactos potenciais da extração mineral. O artigo ressalta uma tendência de fabricantes e mercados de metal em aumentar sua atenção sobre as condições ambientais e sociais dos minerais que fornecem. É o primeiro de uma série de três sobre o potencial de extração de minerais do fundo do mar, escrito para fabricantes e bolsas de mercado. Assheton Stewart Carter, CEO da TDI Sustainability, disse: "As decisões que estão sendo tomadas agora sobre o desenvolvimento de minerais do fundo do mar têm implicações para a conservação dos oceanos, abastecimento responsável, produção sustentável e até mesmo para nossa luta contra a mudança climática acelerada. É um tópico de importância geracional. Aprendemos com outras indústrias - como o desenvolvimento de areias petrolíferas, barragens hidroelétricas, geração de energia nuclear - que quando as decisões de prosseguir com os megaprojetos deixam de ser inclusivas e informadas pela ciência, isso pode levar a atrasos, irreversíveis danos ecológicos ou ativos abandonados - pela primeira vez, temos a oportunidade de nos engajar e contribuir com as opiniões sobre se e como os minerais do fundo do mar são desenvolvidos antes de a indústria começar seriamente. Devemos entender isso”.

Veja também

24/11/2020
MULHERES NA MINERAÇÃO | Diretora da Kinross entre as 100 mais
28/10/2020
ARTIGO | Mineração e Desenvolvimento
23/10/2020
SETOR MINERAL | Receita alcança R$ 50 bi no trimestre
29/09/2020
POLÍTICA MINERAL | Lançado Programa Mineração e Desenvolvimento
24/09/2020
MINERAÇÃO‌ ‌&/X‌ ‌COMUNIDADES‌ ‌ | Com a pandemia, o que muda nas relações?
03/09/2020
VALOR DE MERCADO | Mineradoras continuaram a crescer em julho