Novas reservas de cobre em Chapada

13/02/2022
Até o momento, um total de 47 furos foram concluídos definindo uma área mineralizada de 750 metros por 650 metros.

A Lundin Mining descobriu um novo sistema mineralizado de cobre-ouro chamado Saúva, localizado a aproximadamente 15 km ao Norte da mina de Chapada, em Goiás. Como parte do programa de exploração em andamento da Lundin Mining com o objetivo de ampliar a estimativa de Recursos Minerais em Chapada, a perfuração a diamante foi iniciada em Saúva no terceiro trimestre de 2021, dentro de uma concessão de exploração recém-adquirida. 

A perfuração inicial foi projetada para testar a fonte de uma forte anomalia de cobre no solo (> 1.000 ppm Cu) que estava localizada ao longo da direção do prospecto Formiga, previamente identificado. Os dois primeiros furos em Saúva confirmaram a presença de mineralização rasa de cobre-ouro de alto teor. A Lundin realizou perfurações adicionais para avaliar o potencial. Até o momento, um total de 47 furos foram concluídos definindo uma área mineralizada medindo aproximadamente 750 metros por 650 metros, com resultados de ensaios disponíveis para 29 furos. A mineralização atualmente permanece aberta em todas as direções. 

O presidente e CEO da Lundin Mining, Peter Rockandel, disse: "A mineralização de cobre-ouro rasa e de alto grau descoberta em Saúva é um exemplo claro do crescimento que decorre do histórico de sucesso da Lundin Mining na exploração próxima de minas e brownfields em todas as nossas operações. As implicações que este novo sistema mineralizado de alto teor pode ter para nossos estudos de expansão em andamento em Chapada serão avaliadas à medida que essa descoberta evoluir durante o ano”. Ciara Talbot, vice-presidente de Exploração, acrescentou: "Estamos muito satisfeitos com esta descoberta em estágio inicial dentro das concessões de exploração identificadas e adquiridas como parte do processo de leilão federal do ano passado. Essa descoberta apoia nossa visão de que existem inúmeras oportunidades para aumentar o tamanho e qualidade da nossa base de Recursos Minerais na Chapada”. 

Após a descoberta inicial de Saúva em setembro de 2021, uma campanha agressiva de perfuração de exploração foi iniciada com cinco sondas de perfuração para definir melhor o tamanho potencial da descoberta. Quarenta e três (43) furos, totalizando 12.850 metros, haviam sido concluídos em Saúva em dezembro de 2021. Quase todos os furos interceptaram a camada mineralizada. A Lundin Mining está avaliando e interpretando os resultados e continua a explorar extensões para a mineralização. Existem atualmente três sondas de perfuração nas áreas de testes do setor Saúva a nordeste e oeste da área de descoberta. A exploração agressiva e metódica do setor está prevista para 2022 como parte do programa de exploração de US$ 10 milhões em Chapada.