18/12/2019
NÍQUEL

GK Resources assumirá Morro Sem Boné

A GK Resources Ltd. assinou carta de intenções para a aquisição da Guaporé Mineração Ltda, Mineração Tanagra e Anglo American Níquel Brasil e os direitos ao saldo devedor dos empréstimos existentes devidos pela Guaporé à Anglo American, atualmente em aproximadamente, US$ 125.000, além de todos os direitos e obrigações relacionados à transação. 
 
Atualmente, a Guaporé possui dois depósitos de laterita de níquel no Brasil, o Morro sem Boné (MSB) e o Morro do Leme (MDL) e uma propriedade de 7.413 hectares no depósito do MSB, o Projeto Norwest Nickel. A GK pagará US$ 13 milhões pela Guaporé, sendo US$ 1 milhão na assinatura do Contrato de Compra e dos documentos auxiliares da transação; US$ 4 milhões na obtenção da Licença de Instalação para qualquer dos Direitos Minerais da Agência Ambiental do Estado de Mato Grosso (SEMA); obtenção de uma licença de mineração provisória ("Guia de Utilização") para qualquer um dos Direitos Minerais, que serão divididos em duas parcelas, nos anos de 2024 e 2026. Os US$ 8 milhões restantes serão pagos seis meses após a primeira venda, uso ou descarte de produtos derivados dos Direitos Minerais. 
 
Além dos pagamentos, a GK entrará ou fará com que a Guaporé entre, conforme o caso, em um contrato de pagamento da NSR com os Vendedores, de acordo com os seguintes termos: a GK pagará o equivalente a 1% do retorno líquido da fundição em todos os produtos derivados dos Direitos Minerais vendidos, usados ou descartados pela Guaporé ou qualquer afiliada ou subsidiária; Se o Projeto Norwest Nickel não estiver em produção até 31 de dezembro de 2025, a GK pagará aos Vendedores uma quantia anual de US$ 100.000, entre 1º de janeiro de 2026 e 1º de janeiro de 2030, inclusive, e uma quantia anual de US$ 200.000 a partir de 1º de janeiro de 2031, cada um dos quais será capitalizado e deduzido do Pagamento NSR.
 
Ian McDonald, Presidente e CEO da GK, declarou: "Estamos muito satisfeitos por poder anunciar esta transação transformadora para a GK e seus acionistas. A aquisição é convincente e estabelece a GK como uma importante produtora de níquel desde o início. A transação é oportuna porque o níquel vem ganhando força em resposta à fundamentos favoráveis do mercado. Nosso objetivo imediato é levar as informações técnicas aos padrões compatíveis com o National Instrument 43-101 e preparar uma avaliação econômica preliminar com nossa própria visão da estratégia de desenvolvimento de projetos, tamanho e cronograma”. 
 
A GK anunciou também Wagner Lourenço como Diretor de Operações (COO) da companhia. O executivo tem mais de 25 anos de experiência na área de mineração e metalurgia de metais comuns, principalmente na produção de níquel. "Estou muito feliz e motivado por me juntar à GK Resources para o desenvolvimento do Projeto Norwest Nickel. Acredito que temos o potencial de desenvolver um projeto superior de níquel, pois agora dedicaremos nossos esforços para avançar rapidamente em nossos próprios estudos econômicos otimizados”, disse Lourenço. “Eu acredito que o Norwest Nickel Project tem todos os atributos para construir uma história de sucesso em benefício de todas as partes interessadas da GK”. 

Veja também