Déficit do setor cresce 54% em outubro

25/11/2021

Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), o setor registrou faturamento de R$ 18.436 milhões em outubro de 2021, uma queda de 2,2% na comparação com o mesmo mês do último ano. A receita líquida interna somou R$ 13.926 milhões no mês, 3,3% a menos do que em outubro de 2020, enquanto o consumo aparente totalizou R$ 25.915 milhões em outubro, um incremento de 2,6% sobre o mesmo mês do ano passado. 

As exportações renderam US$ 814,09 milhões, um crescimento de 31,6% quando comparado a outubro de 2020. Já as importações somaram US$ 1,898 bilhão, um aumento de 43,5% sobre outubro do último ano. Com isto, o setor fechou o mês com déficit de US$ 1,084 bilhão, 54% superior ao registrado um ano antes. A Abimaq registrou 367.337 mil pessoas nos postos de trabalho em outubro de 2021, um acréscimo de 15,6% na comparação com outubro do ano passado.

No acumulado até outubro de 2021, o faturamento do setor alcançou R$ 182.171 milhões, um crescimento de 25,4% sobre o mesmo período de 2020. Já a receita líquida interna e o consumo aparente somaram R$ 139.536 milhões e R$ 254.120 milhões, o que corresponde a incrementos de 31,5% e 21,8%, respectivamente. 

As vendas externas alcançaram US$ 7.453 milhões, enquanto as importações ficaram em US$ 17.443 milhões, o que corresponde a acréscimos de 31,1% e 24%, respectivamente, sobre o mesmo período de 2020. Desta forma, o setor fechou os dez primeiros meses do ano com déficit de US$ 9.989 milhões, 19,3% a mais que no mesmo período de 2020. Os postos de empregos somaram 328.417 mil até outubro de 2021, um aumento de 7,9% sobre o mesmo período de 2020.