R$ 4 milhões para restaurar Igreja matriz

14/10/2021
As obras começam em outubro, para recuperar um patrimônio de 236 anos de história.

A Anglo American, em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), investirá R$ 4 milhões no trabalho de restauração da Igreja Matriz de São José, em Itapanhoacanga, distrito de Alvorada de Minas (MG). As obras começam em outubro, para recuperar um patrimônio de 236 anos de história. A igreja está fechada há dez anos. 

Dentre as atividades, a Igreja receberá ações civis e serviços de restauração artística, além do sistema de proteção de descargas atmosféricas, alarme e proteção a incêndios. A previsão é de que as obras durem 18 meses. Todo o processo de restauração será gerido pelo Instituto Flávio Gutierrez, com acompanhamento do Iphan. "Restaurar este templo é reafirmar a identidade de Itapanhoacanga. As pessoas sentem falta das celebrações na Igreja e até moradores que não seguem o catolicismo nutrem vínculos afetivos com o espaço", explica o pároco da comunidade, comenta o padre Dário Vieira dos Santos. 

Construída em 1785 como capela filial da Matriz da Vila do Príncipe (atual município de Serro), a Igreja ostenta pinturas decorativas de Manuel Antônio da Fonseca, compondose de doze painéis que representam cenas da vida de São José e da infância de Jesus. Tombada pelo Iphan em 1972, a última restauração no local ocorreu há mais de 20 anos, entre os anos 1999 e 2000. "Nossa atuação busca ativamente trazer ganhos para as populações das comunidades que nos recebem. Esse investimento, que se soma a uma série de restaurações do patrimônio histórico regional realizada nos últimos anos, está totalmente alinhado ao nosso propósito de reimaginar a mineração para melhorar a vida das pessoas", ressalta Aldo Souza, diretor Técnico, de Projetos e Sustentabilidade da Anglo American.

O povoado de Itapanhoacanga, hoje parte do município de Alvorada de Minas, pertencia ao antigo distrito do Serro do Frio. Foi parte do Caminho dos Diamantes e da Estrada Real, que ligava o Serro a Ouro Preto. A Anglo American realiza uma série de obras para recuperação dos conjuntos históricos e sacros da região. Com investimentos de R$ 8,5 milhões, a empresa reformou a Matriz de Nossa Senhora da Conceição, em Conceição do Mato Dentro (MG), que havia ficado interditada por 13 anos. O templo é um tesouro artístico e pictórico do barroco brasileiro, repleto de artes sacras com mais de 200 anos.

A Anglo American também investiu R$ 3,5 milhões na restauração do núcleo histórico de Córregos, um dos conjuntos patrimoniais mais importantes e antigos do Caminho dos Diamantes, na Estrada Real, com referências da virada do século XVIII. Já foram restauradas a Capela de Nosso Senhor dos Passos, a Casa Paroquial, o chafariz e o conjunto de 37 fachadas. A próxima etapa da obra é a reforma da Igreja Matriz de Nossa Senhora Aparecida dos Córregos.

Tags