01/06/2017
VALE

A trajetória de 75 anos da maior mineradora de ferro

No dia 1 de junho de 2017 a Vale completa 75 anos. Durante essa trajetória, a empresa sofreu uma grande transformação: começou como uma pequena produtora, com operações semi-artesanais, na região de Itabira e hoje coloca-se como a maior produtora global de minério de ferro e níquel, atuando também na produção de cobre e carvão, com operação em diversos países além do Brasil.  
 
No passado recente a empresa também foi importante produtora de ouro, caulim, bauxita, alumina, alumínio e fertilizantes, mas a maior parte dessas operações foi transferida ou descontinuada, seja por mudanças de estratégia no foco de atuação ou por um programa de desinvestimentos para reduzir o seu grau de endividamento. 
 
Nas duas últimas décadas, após a sua privatização, ocorrida em 1997, a empresa teve um desempenho que pode ser considerado muito bom para o mercado de commodities: em valores nominais, a Vale obteve receita líquida acumulada no período de US$ 450,6 bilhões, lucro líquido de US$ 86,9 bilhões (19,3% da receita líquida) e distribuiu dividendos de US$ 43.2 bilhões . No mesmo período a companhia investiu US$ 66,6 bilhões, ou cerca de 15% de sua receita líquida. 
 
Em sua edição 371, de maio/2017, a revista Brasil Mineral conta em detalhes a trajetória da Vale ao longo desses 75 anos. Confira. A edição está disponível em www.brasilmineral.com.br/revista/371/