Metalex amplia produção de tarugos

25/11/2021

Empresa da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), a Metalex inaugurou um forno Sidewell que permitirá ampliar a produção de tarugos na planta de Araçariguama (SP) das atuais 75 mil toneladas anuais para 90 mil toneladas por ano. O investimento total será de R$ 115 milhões e faz parte da estratégia de expansão da capacidade produtiva de alumínio reciclado da CBA, além de reforçar o IPO da companhia, através do aumento da capacidade da subsidiária Metalex, referência em transformação da sucata de alumínio. "A inauguração do forno representa um marco importante da fase de crescimento da CBA, que tem a estratégia ESG como alavanca de valor. O incremento na capacidade de reciclagem de alumínio nos permitirá entregar ao mercado um tarugo ainda mais sustentável. O investimento também vai viabilizar uma maior proximidade e agilidade nas entregas, assim como fortalecer a geração de valor compartilhado para os nossos clientes e toda a sociedade", ressalta Alexandre Vianna, diretor do Negócio de Produtos Primários da CBA.

A Metalex atua na produção de tarugos com alumínio reciclado e nos últimos anos tem investido constantemente em P&D de inovações e tecnologias, promovendo o desenvolvimento de novas ligas através da cocriação com clientes; bem como consolidando o fornecimento de ligas premium, principalmente para o segmento automotivo. A segunda etapa da expansão terá a instalação de uma nova linha de reciclagem que irá maximizar o consumo atual de sucata no mix de produção dos tarugos de 60% até 80%, através da utilização de sucata de obsolescência, além daquela de processo. O início desta operação está previsto para 2023.

Além de todos os ganhos em eficiência e produtividade, os resultados também serão percebidos nos impactos ambientais. A modernização dos processos garantirá uma redução ainda maior da pegada de carbono na produção, o que significa a oferta de um tarugo mais sustentável. Quando toda a linha estiver em atividade, a emissão de GEE será de 1,4 t CO2e (toneladas de dióxido de carbono equivalente) para cada tonelada de alumínio produzido, tornando-se referência global do mercado. "A sustentabilidade é uma agenda estratégica global. Por isso, a reciclagem é um caminho que tem se tornado ordem do dia nos países desenvolvidos. Seu maior benefício é uma produção com menor impacto ao meio ambiente, devido à baixa geração de gases de efeito estufa (GEE). Antecipando a tendência no Brasil e alinhada às práticas sustentáveis da CBA, a Metalex está pronta para atender à demanda do mercado brasileiro, consolidando o seu protagonismo como recicladora de alumínio", conclui Vianna.