13/07/2017
RIO SÃO FRANCISCO

Indústrias e mineradoras tem captações suspensas

O Diário Oficial da União publicou em 5 de julho Resolução nº 1.277/2017, da Agência Nacional de Águas (ANA), a qual determina que os usos de água do rio São Francisco para indústrias e mineradoras passarão a ser suspensos toda quarta-feira a partir de 19 de julho. No total, há 58 empresas dos setores de indústria ou mineração outorgadas pela ANA nos corpos hídricos. Esta medida vale para todos os usuários até 30 de novembro de 2017, quando está previsto o fim do período seco na região, mas poderá ser prorrogada caso haja atraso no início do período de chuvas. A captação está aberta apenas para o consumo humano e animal, considerados usos prioritários pela Política Nacional de Recursos Hídricos. 
 
Desde o início de junho, a vazão média diária de defluência, autorizada pela ANA, nos reservatórios de Sobradinho e Xingó é da ordem de 600m³/s, o menor patamar já praticado. O último ano de precipitação acima da média na bacia foi registado em 2011. Com a escassez de chuvas, os estoques de água armazenados estão diminuindo ano após ano. Em 4 de julho, o volume útil do Reservatório Equivalente (Três Marias-MG, Sobradinho-BA e Itaparica-BA/PE) era de 16,81%. Na mesma época do ano passado, o volume era de 26,53%.

Veja também

04/01/2018
BALANÇA COMERCIAL | Produtos minerais impulsionam exportações
27/12/2017
CÓDIGO DE MINERAÇÃO | Entidades querem debater mudanças
27/12/2017
POLÍTICA MINERAL | Sancionada com vetos lei que cria ANM
30/11/2017
GESTÃO | Senado aprova criação da ANM
16/11/2017
POLÍTICA MINERAL | Votação de MP’s deve acontecer após feriado
25/10/2017
PESQUISA MINERAL | MP 790 incorpora incentivo