10/06/2020
CIMENTO

Vendas somam 4,8 milhões t em maio

Segundo o Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC), as vendas em maio somaram 4,8 milhões de toneladas de cimento, 3% superior em relação ao mesmo mês de 2019. Contudo, nos cinco primeiros meses de 2020 houve retração de 0,3% na comparação com o mesmo período do último ano. O volume de vendas por dia útil foi de 212 mil toneladas, um aumento de 9,7% em relação a maio de 2019 e de 13,7% em comparação a abril deste ano. No acumulado até maio, o desempenho é um pouco mais tímido, com 0,9% de ampliação sobre o mesmo intervalo do ano passado. 

Os números favoráveis refletem a continuidade das obras imobiliárias formais, reflexos das medidas de auxílio emergencial familiar por parte do governo, além do uso de reservas pessoais (poupança) para pequenas obras e reformas. Outro fator a ser levado em conta é que, após um início de ano bastante chuvoso, os meses de abril e maio foram excepcionalmente secos e muito das vendas do cimento que haviam sido represadas no começo do ano pelo varejo e pelas construtoras escoaram no período. 

"Os resultados são surpreendentes até o momento, mas nada ilusórios a longo prazo, conforme aponta a significativa queda do PIB da Construção Civil no primeiro trimestre, 2,4%, divulgado pelo IBGE. As vendas estão sendo sustentadas, em sua grande maioria, pelo mercado imobiliário residencial e isto impõe cautela do setor para o futuro. Precisamos diversificar a fonte de consumo, principalmente com a retomada das obras de infraestrutura. Só assim conseguiremos destravar a baixa demanda e reduzir o prejuízo dos últimos anos", diz Paulo Camillo Penna, presidente do SNIC. 

Por conta disso, a entidade alerta o Governo Federal em relação à necessidade de crédito, até o momento indisponível para micros, pequenas e médias empresas, minando a capacidade de recuperação e reduzindo as vendas de cimento e demais materiais de construção. O SNIC pede também a renovação do auxílio emergência, pois o poder de compra da população tende a cair, junto com a massa salarial e o consumo. "Seguimos em meio à tempestade, mas com uma direção firme. A COVID-19 continua sendo uma realidade e impondo desafios a todos e não é diferente na nossa indústria. Não mediremos esforços para garantir o máximo de segurança aos nossos trabalhadores e condições necessárias para a continuidade das operações da indústria", completa o executivo.

Veja também

08/07/2020
CIMENTO | Vendas crescem 3,6% no semestre
14/05/2020
CIMENTO | Vendas caem 6,9% em abril
09/04/2020
CIMENTO | Ano começa com queda nas vendas
19/02/2020
CIMENTO | Chuvas fortes impactam vendas
19/02/2020
CIMENTO | Nova fábrica da CSN em Sergipe
16/01/2020
CIMENTO | Vendas crescem 3,5% em 2019
28/11/2019
VOTORANTIM CIMENTOS | Temporada de visitas a geossítio
13/11/2019
SUSTENTABILIDADE | Programa da FLSmidth para cimento e mineração