08/07/2020
CIMENTO

Vendas crescem 3,6% no semestre

Segundo o Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC), as vendas de cimento no mercado interno somaram 26,9 milhões de toneladas no primeiro semestre de 2020, um crescimento de 3,6% em relação ao mesmo período de 2019. O bom resultado foi impulsionado pela autoconstrução (residencial e comercial) e a retomada das obras dos empreendimentos imobiliários. Apenas em junho, as vendas domésticas atingiram 5,2 milhões de toneladas, um aumento de 24,2% sobre o mesmo mês do ano passado. 

“A COVID-19 provocou uma série de mudanças nas nossas vidas, nos nossos hábitos e nas nossas prioridades. Para a indústria do cimento, a crise mostrou que o cuidado com a casa e o uso de reservas pessoais e investimentos para pequenas reformas, tão populares na década de 1980, voltaram a fazer parte do orçamento familiar. O cumprimento dos rígidos protocolos de segurança garantiu a manutenção das atividades da indústria e demonstrou que a coexistência entre a produção e venda de cimento e o combate ao coronavírus é perfeitamente possível, como no caso das obras imobiliárias, que vem retomando o ritmo pré-crise." diz Paulo Camillo Penna, presidente do SNIC. 

Camillo Penna disse ainda que no período de crise, entre 2015 e 2018, em 2019 e no primeiro semestre deste ano, a indústria vem sofrendo forte pressão de custos de produção no frete, sacaria, combustíveis (coque de petróleo) e energia elétrica, principalmente. Essa alta compromete as margens da indústria e gera um enorme desafio ao setor. 

A indústria do cimento é responsável por mais de 70 mil empregos, gera uma renda de R$ 26,4 bilhões ao ano e uma arrecadação líquida anual de R$ 3 bilhões em tributos. “A indústria do cimento aguarda com ansiedade, o lançamento do novo projeto habitacional do governo, "Casa Verde Amarela", que deverá alavancar com mais força o mercado imobiliário e de reformas, e reiniciando obras de 100 mil unidades habitacionais paralisadas nos próximos dois anos", completa Camillo Penna.

A indústria do cimento reclama ainda dos muitos entraves a serem superados, além da incorporação dos custos de ITBI e documentação no financiamento imobiliário, anunciadas recentemente pela Caixa Econômica Federal. Essas medidas se somam a um conjunto de ações do setor, tais como novas modalidades de financiamento e redução de taxa de juros, entre outras.

Veja também