25/08/2020
MINÉRIO DE FERRO

Vale inaugura centro de moagem na China

A Vale e a Ningbo Zhoushan Port Group (NZP Group) inauguraram o Centro de Moagem Shulanghu, localizado no terminal de transferência de minério de Shulanghu, na cidade de Zhoushan, província de Zhejiang, na China. Este é o primeiro centro de moagem da mineradora na China e tem três linhas de produção, totalizando uma capacidade nominal de três milhões de toneladas por ano. 

O primeiro produto do Centro de Moagem será o GF88, um novo fino moído de minério de ferro, de alto teor, que usará os Finos de Carajás da Vale (IOCJ) como matéria-prima. Dessa moagem sairá uma solução de maior valor agregado e ecologicamente correta para a produção de pelotas, e que contribuirá para que clientes siderúrgicos consigam reduzir sua pegada de carbono, parte das emissões de escopo 3 da Vale. "A Vale está enriquecendo o portfólio de produtos para melhor atender à crescente demanda da China por qualidade, desempenho ambiental e inovação em uma nova era. O GF88 é um produto mineral verdadeiramente "verde"”, disse Marcello Spinelli, Diretor Executivo de Ferrosos da Vale, que participou virtualmente da cerimônia de inauguração do centro de moagem. 

O GF88 tem alto teor de ferro, baixas impurezas e baixo loss on ignition, além de implementar um processo produtivo único, inovador e ecologicamente correto, que dispensa aquecimento ou água e que não gera rejeitos. Com o lançamento do GF88 na China, junto com outros produtos e blends de minério de ferro de alta qualidade, a Vale afirma que continuará a contribuir para o futuro mais verde da China. 

O Centro de Moagem é resultado de uma ampla parceria entre a Vale e o NZP Group, iniciada 2016, quando as duas partes começaram a cooperar na blendagem de minérios para a produção do Brazilian Blend Fines (BRBF). Em dezembro de 2019, a Vale e o NZP Group ampliaram a parceria com um contrato de serviço de moagem para o lançamento de novos produtos de minério de ferro moído na China. Apesar dos desafios da pandemia COVID-19, as equipes técnicas de especialistas no Brasil e na China têm trabalhado juntas para avançar o projeto de moagem de Shulanghu, mantendo a saúde e a segurança como prioridade.