01/07/2020
USIMINAS

Usina ganha três novas patentes

O Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) concedeu três novas patentes a projetos e dispositivos desenvolvidos por grupos de colaboradores da Usina de Ipatinga da Usiminas. Cada inventor tem direito aos benefícios da inovação em conjunto com a empresa. A primeira patente se refere ao processo e equipamento para reparação de juntas e trincas em materiais cerâmicos refratários em fornos de coqueria, que frequentemente necessitam de reparo por solda cerâmica nas paredes laterais e apresentam limitações dimensionais e estruturais para utilização de equipamentos convencionais de desbaste. O método e dispositivo propostos representam ganhos na produtividade dos fornos, já que a qualidade da sola cerâmica obtida é melhor e é menor a perda na temperatura do forno. Além disso, há redução do volume de material projetado na execução da solda cerâmica, o que permite uma limpeza eficiente no equipamento e um baixo risco na operação.

A segunda patente concedida é para um dispositivo de selagem do canal da panela de aço e para uso da solução. Criado por três colaboradores da Usiminas, o dispositivo impede a obstrução do canal de abertura da válvula da panela durante a etapa de aquecimento de preparação. Desse modo, o tempo de exposição do operador ao calor é reduzido, assim como o próprio tempo de preparação, que cai de 40 para 10 minutos. O dispositivo também elimina a necessidade de uso de areia de cromita nas panelas de ação durante o processo de aquecimento, reduzindo o custo do processo. A última patente registrada trata de um método e de um dispositivo para aferição de célula de carga utilizada na calibração de balanças industriais de grande porte. O dispositivo e o método desenvolvidos na Usiminas são capazes de aferir a balança através de célula de carga, identificando se sua calibração está de acordo com os padrões.

"Para a Usiminas, a concessão dessas novas patentes é um diferencial importante para a competitividade e mostra para o mercado o empenho da empresa em avançar continuamente no desenvolvimento tecnológico e na melhoria de seus processos", explica Murilo Iglesias de Almeida, da Diretoria Corporativa de Pesquisa, Propriedade Intelectual e Padronização Tecnológica. A Usiminas mantém o maior Centro de Pesquisas dedicado ao setor siderúrgico na América Latina e já possui aproximadamente 516 patentes concedidas no Brasil e no exterior.