17/07/2020
JUSTIÇA

TJ-MG nega efeito suspensivo à Vale

O Desembargador Leite Praça, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) indeferiu pedido de efeito suspensivo ao agravo de instrumento interposto pela Vale. 

O magistrado pede que a mineradora apresente, até o dia 23 de julho, garantias no valor de aproximadamente R$ 7,9 bilhões, com o fim de garantir eventual aplicação de sanção de multa ou perdimento de bens, direitos e valores. A Vale informa que vai recorrer da decisão e adotará todas as medidas necessárias para assegurar seu direito de defesa dentro dos prazos legais.