03/06/2020
TERRAS RARAS

Serra Verde obtém LI para mina

A Mineração Serra Verde obteve a Licença de Instalação (LI) para avançar com o projeto de terras raras no município de Minaçu (GO). Com o documento, a companhia pode iniciar a construção da mina, que pode vir a ser o primeiro empreendimento de classe mundial para a produção desses minerais no Brasil. 

O início das obras está previsto para o segundo semestre de 2020 e deve gerar na fase de construção cerca de 1,6 mil empregos diretos e de 4 a 5 mil indiretos. O início da operação deverá ocorrer entre o final de 2021 e o início de 2022, gerando cerca de 400 empregos diretos e até 1,5 mil indiretos, com vida útil estimada em 24 anos. Até o momento, a Serra Verde já investiu cerca de R$ 800 milhões no projeto, restando um valor aproximado a ser investido neste e no próximo ano, até o início das atividades de produção.

A mina em Minaçu terá capacidade para produzir sete mil toneladas anuais de concentrado de terras raras, cerca de 5% da demanda mundial. Os 17 elementos químicos que compõem os minerais de terras raras são utilizados como insumos para indústrias de alta tecnologia, ligadas à energia limpa e à telemobilidade, tais como: lasers de aplicação industrial e médica, equipamentos de tomografia, cerâmicas e ligas metálicas especiais e, principalmente, na produção de super-ímãs, componentes essenciais para a produção de veículos elétricos e turbinas eólicas.

“O projeto em Minaçu colocará a região e o Brasil como referência para produção de minerais estratégicos demandados por indústrias de alta tecnologia, ao oferecer uma nova e importante opção de fornecimento de elementos terras raras no Hemisfério Ocidental, com amplos benefícios para as economias local, regional e nacional. Da construção à operação, o projeto gerará empregos e renda na região, atuando de acordo com os padrões internacionais de sustentabilidade e segurança ocupacional e ambiental, tendo a responsabilidade social como um dos principais valores da companhia”, diz Luciano Borges, Vice-Presidente Executivo da Mineração Serra Verde. 

Após a conclusão da segunda etapa do licenciamento ambiental, a Serra Verde irá preparar os processos de licitação para a contratação das empresas que deverão executar as obras de construção e instalação do projeto. “Estamos muito confiantes e certos de podermos avançar no prazo mais breve possível, com responsabilidade social e respeito às normas legais, observando as melhores práticas internacionais em cada um de nossos processos”, conclui o executivo.

Veja também