06/02/2020
TERRAS RARAS

Serra Verde impulsionará economia de Minaçu

A Mineradora Serra Verde iniciará as operações em Minaçu (GO), município que atravessa forte crise econômica desde a proibição da exploração de amianto pelo Supremo Tribunal Federal (STF). “Esperamos, em março, já estar de posse das licenças que nos permitem iniciar a construção. Devemos gerar 1,5 mil empregos diretos e entre 5 e 6 mil empregos indiretos”, afirmou Luciano Borges, vice-presidente da empresa. 
 
A expectativa é que 75% dos postos de trabalhos sejam preenchidos por moradores do município. A cada emprego direto gerado, quatro são gerados indiretamente. Além disso, a cidade também ganha com o impacto dos royalties, que é uma compensação financeira de 65% dos recursos que ficam em Minaçu.
 
A Mineradora Serra Verde investiu mais de R$ 500 milhões em pesquisa até o momento. A partir de 2018, a empresa investe aproximadamente R$ 700 milhões para implantação da mina. A Serra Verde irá explorar 17 elementos químicos empregados em indústrias de ponta, como em equipamentos de magnética, celulares, bateria, usinas eólicas e turbinas, carros elétricos, lasers médicos, cerâmicas especiais, entre outros. A empresa informou que usará sal e água para a exploração das terras raras, que serão 100% reciclados. A Serra Verde comunica que também não terá barragem de rejeitos e ácidos descartados no meio ambiente.