14/01/2021
CPRM

Revitalização do Museu de Ciências da Terra

O Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM) desenvolve um programa de revitalização do Museu de Ciências da Terra (MCTer) que contempla obras físicas e ações de planejamento estratégico setorial. Segundo o Estatuto de Museus, existente desde 2009, todo museu brasileiro deve estabelecer seu plano museológico com revisão a cada cinco anos. 

Esta revisão programada e o Plano Museológico acontecem em meio à comemoração dos 114 anos do acervo do MCTer, celebrado dia 10 de janeiro e consolidado como um dos mais ricos da América Latina. Localizado no bairro carioca da Urca, o MCTer é um corredor cultural e turístico da cidade do Rio de Janeiro em um imponente prédio de estilo neoclássico tardio tombado. 

Atualmente, o museu está sob gestão administrativa do SGB-CPRM e está fechado para obras. “O Museu de Ciências da Terra, que se encontra sob a responsabilidade do Serviço Geológico do Brasil, vem passando por um amplo e ambicioso processo de revitalização, incluindo a formação de pessoal especializado”, disse Esteves Colnago, diretor-presidente do SGB-CPRM. Para ele, a atualização do Plano Museológico é uma das importantes ações que integram a revitalização, um projeto grandioso que conta com o apoio do Ministério de Minas e Energia. 

O Plano Museológico do MCTer abrange 12 programas e será desenvolvido por uma equipe técnica interna e posteriormente validado, visto que o documento será o guia para a elaboração dos diversos projetos de cada um dos programas e que deverá nortear as ações dos próximos cinco anos. Quando as obras estiverem concluídas, o MCTer apresentará áreas de exposição, laboratórios de pesquisa e reserva técnica, como também as políticas referentes ao acervo, a mediação e atendimento ao público, a disseminação do conhecimento científico, além de uma estrutura condizente com suas funções e responsabilidades. Nos 114 anos do MCTer, uma das atividades comemorativas é a inclusão de uma página com o TOP 10 da Paleontologia do acervo do MCTer no site do Programa SGBeduca, consolidando a parceria entre as duas áreas do Serviço Geológico do Brasil. O conteúdo pode ser acessado por meio do link http://sgbeduca.cprm.gov.br/mcter_destaque.html

O Museu de ciências da Terra foi criado em 1907 e é considerado um dos mais ricos da América Latina, por suas coleções de minerais, meteoritos, rochas, fósseis e documentos únicos relacionados à memória geológica. São mais de 10 mil amostras de minerais (brasileiros e estrangeiros) e de meteoritos, além de 12 mil rochas e 35 mil fósseis catalogados. A biblioteca do MCTer dispõe de aproximadamente 100 mil volumes de publicações relacionadas à área de geociências. No local há, ainda, uma biblioteca infantil para o desenvolvimento de oficinas e atividades educativas e culturais.

As atividades presenciais no MCTer estão suspensas devido à revitalização, no entanto o público pode acompanhar a programação online por meio das páginas no Facebook e Instagram. Mais informações podem ser obtidas no http://mcter.cprm.gov.br.