08/07/2020
BMIX

Projeto de minério de ferro a seco avança

A Brazil Minerals Inc. (BMIX) recebeu resultados positivos de certos testes preliminares, mas importantes, de separação magnética a seco realizados por um laboratório independente com relação a amostras de ferro de um projeto da companhia (Iron Project). Caso confirmada a viabilidade econômica, a BMIX concentrará o ferro com base na separação magnética seca, e se todo o licenciamento regulatório necessário para as operações for obtido, o projeto poderá se tornar uma mina de ferro produtora. 

O Iron Project está localizado próximo a uma mina de ferro produtora de uma empresa independente. A logística de sua localização é excelente, com estradas pavimentadas e potenciais compradores de ferro nas proximidades. O custo para a BMIX de sua aquisição de 100% do Projeto de Ferro de um indivíduo não relacionado é pago em parcelas ao longo de dois anos por um preço de compra agregado de aproximadamente US$ 1 milhão à taxa de câmbio atual entre o real brasileiro e o dólar americano. O título do Projeto Ferro seria transferido para a Companhia após o pagamento da primeira parcela do preço de compra, cujos recursos já foram garantidos pela Brazil Minerals.

Uma estimativa preliminar da mineralização potencial da porção específica a ser minerada indica aproximadamente 6,2 milhões de toneladas, e a mineração seria feita a céu aberto. Até hoje, a maior concentração de ferro nos estudos geoquímicos de amostras coletadas por consultores independentes contratados pela Brazil Minerals foi de 46,9%, e o teor médio de ferro foi estimado em 38-40%. Se uma concentração adicional baseada na separação magnética seca for confirmada, cálculos preliminares de um especialista técnico local indicam o potencial de uma operação lucrativa, possivelmente com lucro líquido anual de até US$ 1 milhão e vida útil da mina entre 10 e 20 anos. Essas previsões podem ser ajustadas à medida que mais dados estiverem disponíveis.

Veja também