07/05/2020
OURO

Produção da Kinross chega a 567 mil onças

A Kinross Gold Corporation produziu 567.327 onças de ouro atribuíveis no primeiro trimestre de 2020, enquanto as vendas chegaram a 552.742 onças de ouro equivalentes no trimestre. O lucro líquido quase dobrou, para US$ 122,7 milhões e o lucro líquido ajustado somou US$ 127,4 milhões no período, um aumento de 53% na comparação com o mesmo trimestre de 2019. 

O fluxo operacional de caixa atingiu US$ 299,6 milhões entre janeiro e março deste ano, enquanto fluxo de caixa operacional ajustado alcançou US$ 418,6 milhões, crescimentos de 19% e 81%, respectivamente, na comparação com os três meses iniciais de 2019. Em 2 de março de 2020, a Moody's elevou o rating de crédito da Kinross para o grau de investimento. A dívida da Kinross agora é classificada como grau de investimento por cada uma das agências que a cobrem - Moody's, S&P Global Ratings e Fitch Ratings. 

As três maiores minas produtoras - Paracatu, Kupol e Tasiast - entregaram 62% da produção total e alcançaram um custo médio de vendas de US$ 642 por Au eq. oz., com custos médios inferiores ao trimestre anterior. A Tasiast, pelo segundo trimestre consecutivo, alcançou uma produção trimestral recorde e uma taxa de produção média recorde de 16.100 toneladas por dia, pois a mina continua a se beneficiar da expansão da Fase Um. Em 10 de março de 2020, um novo relatório técnico de Paracatu foi arquivado, confirmando os benefícios de um programa de otimização de ativos na mina, o que resultou em um aumento de 24% na vida útil da produção da mina em comparação com o relatório anterior. 

Durante o primeiro trimestre, todas as minas da Kinross permaneceram em operação e não foram impactadas materialmente pela COVID-19. No entanto, as operações podem ser desafiadas ao longo do tempo, dados os futuros impactos globais de uma crise prolongada. A companhia comprometeu US$ 5,3 milhões para apoiar governos e comunidades anfitriões em sua resposta ao COVID-19, com foco no fornecimento de suprimentos médicos, segurança alimentar e assistência a grupos vulneráveis. Os protocolos e planos de contingência da Kinross, iniciados no final de janeiro, continuaram a proteger a saúde e a segurança dos funcionários, suas famílias e comunidades locais. Com o apoio dos governos anfitriões, planos de continuidade de negócios foram preparados e implementados para cada local, a fim de mitigar os riscos operacionais e da cadeia de suprimentos. 

A Kinross sacou US$ 750 milhões de sua linha de crédito rotativo de US$ 1,5 bilhão como uma medida de precaução para se proteger contra incertezas econômicas e comerciais relacionadas à pandemia. Atualmente, a Companhia não planeja aplicar os recursos, dada sua forte posição financeira. Em 1º de abril de 2020, a companhia retirou suas diretrizes para todo o ano de 2020 como medida de precaução, dados os significativos impactos globais da pandemia, apesar de nenhum impacto significativo nas operações até o momento. O CEO da Kinross, J. Paul Rollison, disse: “Durante o trimestre, nos concentramos em proteger a saúde e o bem-estar de nossos funcionários e comunidades contra a disseminação do COVID-19, mantendo a continuidade de nossas operações de maneira segura. Como resultado de nossos planos de continuidade de negócios e protocolos de precaução implementados em nosso portfólio global, e com o apoio de nossos governos anfitriões, todas as nossas minas permaneceram operacionais durante o trimestre e não foram impactadas materialmente pela pandemia. Embora tenhamos retirado prudentemente nossa orientação para 2020, dados os significativos impactos globais da pandemia, continuaremos a trabalhar com segurança no cumprimento de nossas metas operacionais para 2020”. 

Rollison diz ainda que a companhia tomou medidas para fortalecer ainda mais a posição financeira contra as incertezas econômicas e comerciais causadas pela crise global da saúde. “A Kinross gerou forte fluxo de caixa livre e aumentou os lucros ano após ano, encerrando o trimestre com excelente liquidez, baixa dívida líquida e classificações de crédito com grau de investimento das três principais agências de classificação. Durante o trimestre, nossas margens aumentaram 33%, superando o aumento de 21% no preço médio realizado do ouro”. Para o futuro, o CEO acredita que o compromisso da Kinross com a saúde e a segurança, planos de mitigação de riscos, forças financeiras e operacionais e relacionamentos positivos com governos anfitriões coloquem a produtora de ouro em uma posição forte para gerenciar efetivamente um período desafiador. “Construímos uma base sólida, esperamos continuar gerando um fluxo de caixa forte e oferecemos um futuro emocionante e uma oportunidade de valor atraente para nossos acionistas.”