30/01/2020
AÇO

Produção cai 9% em 2019

O Instituto Aço Brasil (IABr) divulgou que a produção brasileira de aço bruto somou 32,2 milhões de toneladas em 2019, uma queda de 9% na comparação com o ano anterior. A produção de laminados atingiu 22,2 milhões de toneladas no ano, retração de 6,3% em relação a 2018, enquanto a produção de semiacabados para vendas totalizou 8,8 milhões de toneladas em 2019, um recuo de 10,9% frente ao registrado em 2018.
 
As vendas internas foram de 18,5 milhões de toneladas em 2019, uma diminuição de 2,2% quando comparada com o apurado em 2018. Já o consumo aparente nacional de produtos siderúrgicos foi de 20,6 milhões de toneladas, uma queda de 2,7% frente ao registrado no ano anterior. As importações alcançaram 2,4 milhões de toneladas, 1,9% inferior frente ao apurado no ano anterior, somando US$ 2,5 bilhões, decréscimo de 5,9% no mesmo período de comparação. As exportações atingiram 12,8 milhões de toneladas, ou US$ 7,3 bilhões, em 2019, respectivamente, retração de 8,1% e 17,5% na comparação com o resultado de 2018. 
 
Produção mundial cresce 3,4% 
 
A produção mundial de aço bruto atingiu 1,869 bilhão de toneladas em 2019, um crescimento de 3,4%na comparação com o ano anterior. A produção de aço bruto caiu em todas as regiões no último ano, exceto na Ásia e no Oriente Médio. 
 
Somente a Ásia produziu 1,341 bilhão de toneladas, 5,7% superior à produção de 2018, com destaque para a China, com produção de 996,3 milhões e uma alta de 8,3%. A participação da China na produção global de aço bruto aumentou de 50,9% em 2018 para 53,3% em 2019. Em outros países asiáticos, a produção atingiu 111,2 milhões de toneladas na Índia, um aumento de 1,8% sobre 2018, enquanto Japão e Coreia do Sul produziram 99,3 milhões e 71,4 milhões de toneladas, com recuos de 4,8% e 1,4%, respectivamente, na comparação com 2018. 
 
Os países do Bloco Europeu produziram 159,4 milhões de toneladas de aço bruto, 4,9% a menos que em 2018. A produção alemã caiu 6,5%, pra 39,7 milhões de toneladas, enquanto Itália e França produziram 23,2 milhões de toneladas e 14,5 milhões de toneladas, respectivamente, com decréscimos de 5,2% e 6,1%. Já a Espanha produziu 13,6 milhões de toneladas e viu sua produção despencar 5,2% em 2019 em relação ao ano anterior. Os países da antiga URSS produziram 100,4 milhões de toneladas, 0,5% abaixo que em 2018. A Rússia produziu 71,6 milhões de toneladas, 0,7% a mens que em 2018, enquanto a Ucrânia somou 20,8 milhões de toneladas e registrou queda de 1,2% em relação a 2018. O Oriente Médio produziu 45,3 milhões de toneladas de aço bruto em 2019, um aumento de 19,2% em 2018. 
 
A produção de aço bruto na América do Norte foi de 120,0 milhões de toneladas em 2019, 0,8% menor que em 2018. Os Estados Unidos produziram 87,9 milhões de toneladas de aço bruto, um aumento de 1,5% em 2018. A produção anual de aço bruto para a América do Sul foi de 41,2 milhões de toneladas em 2019, uma queda de 8,4% em 2018, com Brasil registrando 32,2 milhões de toneladas em 2019, uma queda de 9,0% em relação a 2018.
 
A produção de aço bruto da Turquia em 2019 foi de 33,7 milhões de toneladas, uma queda de 9,6% em 2018. Na África a produção somou 17 milhões de toneladas no ano passado, 2,3% a menos que 2018, enquanto a Austrália produziu 6,1 milhões de toneladas, 2,9% inferior ao volume produzido em 2018. 

Veja também