Prêmio do SESI por ações de combate à pandemia

09/12/2021
A Serra Verde foi a primeira mineradora certificada com o selo Safeguard COVID-19.

A Mineração Serra Verde conquistou o 1º Prêmio SESI de Boas Práticas em Saúde, Segurança, Bem-estar e Qualidade de Vida no Trabalho, na categoria média empresa, pelo trabalho desenvolvido durante o combate à pandemia de COVID-19 e as diversas ações e implantação de melhorias no ambiente de trabalho. "Para nós, é um orgulho e uma honra ganhar este prêmio. Celebramos não somente a atuação profissional e dedicada do nosso time de Saúde e Segurança, mas a vida de cada colaborador que se manteve protegida e segura durante estes meses difíceis de pandemia", afirma Luciano Borges, vice-presidente executivo da Mineração Serra Verde. 

Desde o início da COVID-19 a Mineração Serra Verde procurou capacitar todos os funcionários por meio de ações que enfatizavam a importância dos cuidados necessários para prevenção e combate à pandemia. Com uma equipe de médicos consultores, infectologista, epidemiologista, enfermeiras e técnicas de enfermagem, formou-se a Brigada COVID-19. O grupo realizou testes nos colaboradores admitidos, em retorno de viagens, sintomáticos e contactantes de casos positivos, promoveu diálogos orientativos, criou um informativo semanal denominado "Gotas de Segurança" e passou a realizar auditorias externas trimestrais. Além disso, disponibilizou todos os recursos para proteção de seus colaboradores, tais como máscara KN95, dispensador com álcool em gel, termômetros infravermelhos, tapetes sanitizantes, instalação de ventiladores/recicladores, entre outros itens de segurança.

A Serra Verde foi a primeira mineradora certificada com o selo Safeguard COVID-19, que assegura práticas de prevenção por meio de protocolos de higiene e melhores práticas do mercado. Além disso, a companhia se comprometeu com a comunidade local ao doar testes rápidos, máscaras e álcool em gel para a Secretaria Municipal de Minaçu. "Dos 130 colaboradores, apenas 14 foram infectados com o vírus, apresentando sintomas leves, o que comprovou a eficácia dos procedimentos de biossegurança implantados pelo time. Tivemos uma cobertura vacinal em 100% dos colaboradores com a 1º dose e 86% com a 2ª dose, até o presente momento. Juntamente com a conscientização de todos, continuaremos obtendo resultados positivos", conclui Borges.