08/07/2020
ESTADOS

Pará lidera exportações minerais

Segundo dados do Boletim Econômico Mineral, elaborado pelo Simineral (Sindicato das Indústrias Minerais do Pará), o estado alcançou a liderança no ranking das exportações minerais do País, participando com 34% do total no período de janeiro a junho de 2020.  

O setor mineral foi responsável por 88,6% das exportações totais do Pará no período, que somaram US$ 6,7 bilhões. Os produtos minerais mais exportados, segundo o Simineral, foram Minério de Ferro, Cobre, Alumina, Alumínio, Ouro, Manganês, Níquel, Caulim, Bauxita, Silício e ferro gusa.

No caso do minério de ferro, o Pará, com US$ 3,981 bilhões, respondeu por 57,5% das exportações brasileiras, que somaram US$ 6,918 bilhões. Ou seja, foi o estado que mais exportou a matéria prima nesse período. 

Para o presidente do Sindicato das Indústrias Minerais do Pará, José Fernando Gomes Junior, “o levantamento mostra a importância e a pujança do estado do Pará, apesar do momento de pandemia que o mundo atravessa. Cada vez mais nós temos que estar focados para as comunidades onde atuamos, mas não só isso, gerando emprego e renda para a sociedade paraense com um ambiente de negócio que a gente possa estar produzindo e mantendo a produção mineral aqui no estado".

O Pará também liderou a arrecadação de CFEM (Compensação Financeira pela exploração de Recursos Minerais), participou com 49% de recolhimento do royalty no 1º semestre de 2020, somando R$ 1.035.060.912,92. Houve um crescimento de 14% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando o estado arrecadou R$ 898 milhões de reais. A Vale é responsável por 84% da CFEM do Pará, de um total aproximado de R$ 867 milhões no 1º semestre de 2020. Cerca de 82% da arrecadação do estado advém do minério de ferro.

Dois municípios paraenses (Parauapebas e Canaã dos Carajás), figuram como os maiores municípios arrecadadores no País. Juntos, representam 41% de recolhimento de CFEM no 1º semestre de 2020. Parauapebas com 23% de arrecadação, recolheu R$ 478.273.018,23, já Canaã dos Carajás, com 18% de arrecadação de CFEM, recolheu R$ 388.741.037,91.