20/01/2021
COVID-19

Pandemia vitima Marcelo Fenelon

O engenheiro de minas Marcelo Guimarães Fenelon faleceu vítima de complicações do coronavírus. Formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com especialização em geomatemática pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Fenelon era considerado um ferrenho defensor da mineração, com atuação pontuada pela ética, responsabilidade competência, se destacando como operador de mina e administrador.  

Foi um dos pioneiros na adoção do peneiramento a seco do minério para proporcionar a produção sem geração de rejeitos. Trabalhou nas Minerações Brasileiras Reunidas (MBR) como Superintendente dos Complexos do Paraopeba e do Complexo Tamanduá e também Diretor de Operações; na Vale, onde ocupou o cargo de Diretor dos sistemas Sul e Sudeste, além de Diretor na Vale Fertilizantes. Esteve à frente de muitos projetos, como a abertura das minas de Tamanduá, Capitão do Mato e Capão Xavier.