30/10/2019
PARAOPEBA

Obras de novo sistema de captação

A Vale iniciou as obras de um novo sistema para captação de água do rio Paraopeba, uma solução firmada em Termo de Compromisso com o Ministério Público Estadual, com interveniência da Copasa, do Estado de Minas Gerais e do Ministério Público Federal. 

O novo sistema será construído a aproximadamente 12 km à montante da atual estrutura de captação interrompida da Copasa. A adutora ligará o novo ponto de captação ao sistema já existente da empresa de saneamento. A estrutura terá a mesma vazão, de 5 mil litros por segundo, da captação atualmente suspensa e seguirá as mesmas premissas de engenharia. O prazo limite para conclusão da obra é até setembro de 2020. 

O sistema terá bombas para captação da água do Paraopeba, que será transferida por meio de tubulação até uma caixa de areia. Esta caixa visa reduzir o percentual de sólidos na água. Após essa etapa, a água é transferida para um reservatório, passa por cinco bombas de maior potência e por um tanque de transferência. O restante do trajeto é feito por gravidade através de tubulação subterrânea até o ponto de interligação com o sistema existente da Copasa.

A Vale investirá R$ 450 milhões no sistema de captação e em outras ações preventivas no ponto de captação da Copasa no Rio das Velhas. A expectativa é que no pico de obras sejam gerados 1,5 mil empregos de mão-de-obra e fornecedores locais. Está em construção também uma barreira de contenção que circundará a captação de Bela Fama, localizada em Nova Lima. Essa ação é preventiva. O encapsulamento feito pela barreira será capaz de proteger o ponto de captação preservando a estrutura e seus equipamentos. A barreira terá cerca de 3 metros de altura, 300 metros de extensão e deve ser concluída até o final deste mês. Após a conclusão da barreira, serão realizados trabalhos de recuperação urbanística e de paisagismo, intervenções previstas para serem finalizadas até o final de novembro.