13/11/2019
MINÉRIO DE FERRO

Minas-Rio deve produzir mais 21%

A Anglo American Brasil deve chegar ao final de 2019 com um volume de produção de 23 milhões de toneladas, o que significa um aumento de 21% em relação ao que havia sido previamente planejado, de acordo com o presidente da empresa no País, Wilfred Brujin, em apresentação feita a investidores na Austrália. Ele acrescentou que isto será possível devido a melhorias no teor de alimentação do minério (+16% Fe), recuperação de massa (+28%) e taxa de produção da planta de beneficiamento (+34%). 
 
Na alimentação do minério, além do incremento de capacidade, houve a readição de ultrafinos no processo para melhorar as especificações da polpa, otimização dos vertmills (moinhos verticais) e acesso a minérios de mais alto teor. 
No beneficiamento, houve a introdução de novos reagentes, estabilidade na alimentação, otimização na flotação e melhor qualidade do minério alimentado na planta. A empresa também deverá registrar uma redução de aproximadamente 20% nos custos por tonelada de pellet feed produzida, que baixarão de US$ 28 a US$ 31 para US$ 24.

Veja também

02/04/2020
ANGLO AMERICAN | R$ 5 milhões em prevenção do coronavírus
24/03/2020
MINÉRIO DE FERRO | Exportações despencam no bimestre
18/03/2020
FERTILIZANTES | Anglo garante futuro do projeto Woodsmith
11/03/2020
MINERAÇÃO SUSTENTÁVEL | Anglo American firma contrato para energia solar
11/03/2020
MINÉRIO DE FERRO | Morro do Ipê investe US$ 200 mi em Tico-Tico
26/02/2020
ANGLO AMERICAN | Investimentos podem chegar a US$ 5,2 bi
06/02/2020
MINÉRIO DE FERRO | Aprovada venda de minas da Vale
06/02/2020
FERRO GUSA | CSP atinge 10 milhões t
16/01/2020
MINÉRIO DE FERRO | Exportações alcançam 275 milhões t