06/05/2021
MOSAIC

Lucro líquido de US$ 157 milhões

A The Mosaic Company registrou lucro líquido de US$ 157 milhões no primeiro trimestre de 2021, ou US$ 0,41 por ação. O EBITDA ajustado foi de US$ 560 milhões, sendo o lucro líquido por ação (LPA) ajustado de US$ 0,57. A margem bruta foi de US$ 435 milhões, em comparação com os US$ 41 milhões registrados no mesmo período no ano passado, um reflexo da melhoria nas margens por tonelada em todos os três segmentos operacionais, em consequência da alta nos preços de fosfato, maiores volumes de potássio e benefícios de transformação. 

Os resultados sofreram um impacto negativo de itens específicos, totalizando US$ 77 milhões, os quais incluíram US$ 46 milhões em prejuízos no item de transações em moeda estrangeira e US$ 22 milhões de depreciação acelerada para as instalações de Esterhazy K1 e K2. “A Mosaic entregou excelentes resultados para o primeiro trimestre de 2021, com perspectivas para o ano permanecendo favoráveis”, afirma Joc O’Rourke, Presidente e CEO. “Estamos demonstrando a capacidade de ganhos resultante da combinação de melhorias na estrutura de custo de longo prazo e de mercados globais de fertilizantes bastante aquecidos”.

Em 31 de março, o caixa disponível da Mosaic totalizava US$ 692 milhões e a companhia gerou US$ 319 milhões em fluxo de caixa operacional no trimestre. Os dispêndios de capital foram da ordem de US$ 289 milhões no trimestre, sendo que a dívida líquida resultou em US$ 3,8 bilhões ao final do trimestre, uma queda de US$ 700 milhões na comparação anual.

As vendas de fosfatados cresceram 7% em relação ao mesmo período do ano passado, alcançando 2,1 milhões de toneladas. Foram produzidas 1,9 milhão de toneladas, um reflexo da parada de manutenção programada no trimestre. Como a demanda permanece em alta, os estoques continuarão em níveis historicamente baixos. Com isso, no segundo trimestre, os volumes de produção limitarão as vendas. 

Os volumes de vendas de potássio foram da ordem de 2 milhões de toneladas no primeiro trimestre, uma alta de 4% no ano-a-ano, com a taxa operacional da empresa chegando a 94% no trimestre. A manutenção dos níveis de preços de MOP no-a-ano, as altas nos volumes e queda nos gastos de gestão de água salobra resultaram em margens brutas por tonelada de US$ 71. A margem bruta por tonelada no primeiro trimestre foi de US$ 82, um crescimento de 19% em relação ao mesmo período no ano passado.

 Mosaic Fertilizantes

 No Brasil, a Mosaic Fertilizantes registrou o seu maior EBITA ajustado no primeiro trimestre, de US$ 104 milhões, 53% superior em relação ao mesmo período de 2020. No trimestre, a empresa gerou margem bruta por tonelada de US$ 50, especialmente graças a preços maiores. A companhia está adiantada para alcançar a meta de US$ 200 milhões em contribuição anual de EBITDA a partir da transformação no período entre 2019 e 2022.