20/11/2019
OURO

Leagold produz 84,2 mil onças

A Leagold Mining Corporation produziu 84,229 onças de ouro no 3º trimestre, com margem de custo AISC de US$ 32.1 milhões. As vendas somaram 85,451 onças no trimestre, com uma receita de US$ 121,7 milhões. Os ganhos das operações com minas atingiram US$ 22,4 milhões, enquanto o Ebitda atingiu US$ 35,6 milhões entre julho e setembro. 
 
O CEO da Leagold, Neil Woodyer, comentou: que o projeto Los Filos está a caminho de produzir aproximadamente 200 mil onças de ouro em 2019, com margem AISC de cerca de IS$ 950 por onça de ouro vendido. “Iniciamos a expansão em Los Filos, que deverá dobrar sua produção em 2021. O início da expansão está indo bem, com o caminho de acesso a Guadalupe completo e decapagem inicial em andamento, e lançamos vários novos programas de exploração para continuar a estender e melhorar a vida da mina. No Brasil, a mina Fazenda Brasileiro está com um bom desempenho, enquanto a RDM teve suspensa temporariamente as operações de moagem. Já o projeto Pilar ainda não alcançou seus objetivos.
 
Na mina Fazenda Brasileiro, no Brasil, a produção trimestral totalizou 18,731 onças, 6% superior em relação ao 2º trimestre, devido ao aumento das toneladas de minério subterrâneo extraídas, parcialmente compensado por uma queda no teor médio processado. As vendas de ouro da mina foram de 18, 731 onças no ttrimestre, com receita associada de US$ 26,6 milhões e AISC de US$ 971 por onça vendida. Durante o trimestre, o rendimento da usina foi otimizado, complementando a alimentação de minério subterrâneo com o obtido a céu aberto e o estoque de minério.
 
Na mina RDM, a produção da Leagold chegou a 15,286 onças, com receita associada de US$ 22,3 milhões e AISC de US$ 1.153 por onça vendida. Os teores mais altos e o desempenho aprimorado da mineração contratada, combinados à energia estável da rede local, geraram fortes resultados no trimestre. No entanto, as operações de moagem foram suspensas temporariamente em meados de setembro, após notificação da agência ambiental regional. O aviso proibia a colocação de rejeitos na instalação de armazenamento de rejeitos, pois o método de construção a jusante utilizado não estava em conformidade com a licença de operação de 2015. A suspensão contribuiu para um déficit de produção no terceiro trimestre comparado ao segundo trimestre.
 
Na mina brasileira de Pilar a produção de 9,290 onças no trimestre foi 17% abaixo ao trimestre anterior, por conta do impacto da diluição na mina subterrânea, resultando em teores mais baixos, parcialmente compensados por um aumento nas toneladas transportadas. O rendimento da planta continuou a ser complementado com estoques de baixa qualidade, o que reduziu o teor médio de processamento. As vendas de ouro foram de 9.626 onças, com receita associada de US$ 13,6 milhões e AISC de US $ 1.174 por onça vendida. 
 
Com a produção acumulada nos nove meses encerrados em setembro de 2019 de 281.463 onças de ouro no AISC de US $ 978 por onça e com um aumento planejado na produção do 4ºrimestre em relação ao fechado, a Leagold antecipa cumprir o guidance de produção de 380.000 a 420.000 para o final do ano.