09/11/2017
VANÁDIO

Largo tem lucro líquido de US$ 13,5 milhões

A Largo Resources registrou lucro líquido de US$ 13,5 milhões no terceiro trimestre, revertendo o prejuízo de US$ 24,7 milhões do mesmo período de 2016. Este é o primeiro resultado positivo desde o início das operações da mina Maracás Menchen. A produção de V2O5 somou 2.513 toneladas no terceiro trimestre de 2017, ante as 2.183 toneladas no segundo trimestre de 2017 e 2.182 toneladas para o terceiro trimestre de 2016, com produção mensal recorde de 888 toneladas em agosto de 2017.
 
As receitas alcançaram US$ 53,5 milhões no terceiro trimestre de 2017, montante superior às US$ 35,8 milhões do segundo trimestre de 2017 e das US$ 20,8 milhões do mesmo trimestre de 2016, impulsionadas principalmente pelo aumento dos preços do V2O5 e pelo aumento da produção. A recuperação geral da metalurgia de V2O5 aumentou para 76,5% no terceiro trimestre de 2017, passando de 74,3% no segundo trimestre de 2017 e 71,8% no primeiro trimestre de 2017. O caixa aumentou de US$ 12,4 milhões (2T) para US$ 16 milhões (3T) na comparação  dos trimestres deste ano. 

Veja também

17/09/2019
VANÁDIO | Maracás comemora cinco anos
12/09/2019
LARGO RESOURCES | Paulo Misk é novo presidente e CEO
16/08/2019
VANÁDIO | Produção da Largo cresce 20%
28/06/2019
LARGO RESOURCES | Paul Vollant será o diretor de Vendas
29/05/2019
PLATINOIDES | Jangada Mines negocia Pedra Branca
10/04/2019
VANÁDIO | A expansão da Largo na Bahia
20/12/2018
VANÁDIO | Largo conclui programa de sondagem