22/07/2020
SIGMA

Início da engenharia em Grota do Cirilo

A Sigma Lithium assinou contrato de projeto de engenharia com a Duro Felguera AS, da Espanha, para a segunda fase do desenvolvimento das partes de engenharia, aquisição e construção (EPC) para o Projeto de lítio Grota do Cirilo no Brasil. A Sigma e a DF receberam uma carta de intenções da Agência Espanhola de Seguro de Crédito à Exportação (CESCE) para fornecer financiamento para até 85% do valor do contrato. 

A Primero Group of Australia será a empresa de engenharia nomeada no contrato. A DF e a Primeiro devem realizar o trabalho entre agosto e novembro de 2020. Atualmente, a Sigma se mobiliza para instalar empresas de perfuração geotécnica e antecipa o início da construção do projeto para o quarto trimestre de 2020. 

A empresa espanhola e a australiana realizarão engenharia detalhada, aprimorando e melhorando o projeto e a eficiência na planta de processamento, reduzindo ainda mais os riscos. Além disso, as duas companhias irão executar todo o trabalho envolvido na conclusão do contrato de EPC, visando um preço turnkey melhorado de EPC para a construção.

O grupo espanhol ofereceu à Sigma seus serviços de EPC como um pacote totalmente integrado, desde que o preço final turnkey esteja dentro do GMP de várias moedas, e certos parâmetros técnicos e comerciais sejam atendidos durante a segunda fase. A DF forneceu um preço máximo garantido em várias moedas para o EPC do Projeto de US$ 58 milhões. 

O CEO da Sigma, Calvyn Gardner, disse: “Estamos extremamente satisfeitos por ter a Duro Felguera e Primero como nossos parceiros de EPC. O contrato EPC mitigará os riscos de excesso de custos para o nosso projeto Grota do Cirilo. A combinação de suas experiências ajudará a Sigma a gerenciar o risco de construção no projeto: O DF tem um histórico bem-sucedido de gerenciamento de contratos EPC de preço fixo pronto para uso fixo no Brasil e no mundo. A Primero trará sua vasta experiência na construção de plantas de processamento de lítio de última geração na Austrália”. O executivo disse ainda que o grupo espanhol traz para o projeto o apoio financeiro da CESCE, a Agência Espanhola de Crédito à Exportação, permitindo o início de trabalhos detalhados de engenharia e EPC já em agosto.