08/12/2016
REJEITOS

ICMM assina acordo para melhorar gestão

O Conselho Internacional de Metais e Mineração (ICMM) anunciou um novo acordo que irá vincular suas 23 empresas-membros com o objetivo de melhorar ainda mais o gerenciamento de rejeitos de minas em suas operações globais. O ICMM, que impulsiona o desenvolvimento sustentável na indústria de mineração, anunciou que realizaria uma revisão global da gestão de rejeitos em dezembro de 2015, após a falha da barragem de rejeitos na Samarco, no Brasil, que tragicamente resultou na perda de 19 vidas. Para realizar este trabalho, o ICMM encomendou a especialistas uma revisão em rejeitos reconhecidos, apoiados pela experiência técnica das empresas e associações membros do ICMM. A revisão nomeou a Golder Associates para informar sobre a orientação de gestão de rejeitos de superfície através de todos os membros do ICMM.

A revisão e conclusões do Relatório da Golder reconhece e concorda que uma maior ênfase na governança é necessária para assegurar que a extensa orientação técnica e de gestão existente seja mais efetivamente aplicada. Em resposta, o ICMM emitiu uma nova declaração em que se compromete a minimizar o risco de falhas catastróficas de barragens de rejeitos, adotando seis elementos-chave de gerenciamento e governança.

A declaração de posição foi aprovada por unanimidade por todos os CEOs das empresas-membros do ICMM. Tom Butler, CEO do ICMM, disse: "O ICMM e seus membros estão comprometidos em impulsionar a segurança e as melhorias ambientais na indústria. Após o trágico fracasso da barragem de rejeitos de Samarco, tivemos que determinar como poderíamos ajudar a minimizar o risco de recorrência de um evento tão catastrófico. “Estávamos determinados a agir no nível global e todas as nossas empresas-membros adotaram este novo acordo vinculativo”. Esperamos que as empresas não-membros também considerem a adoção deste quadro, a fim de ajudar a melhorar o desempenho de toda a indústria”.

Dirk van Zyl, um membro do painel de especialistas que foi constituído para a revisão, disse: "Estou muito satisfeito que, como resultado da revisão, os CEOs das 23 maiores empresas de mineração do mundo estão empenhados em como melhorar a gestão das barragens de rejeitos. "A revisão não abordou como ou por que a barragem de rejeitos da Samarco falhou, mas tira lições do trágico evento, bem como de outras falhas de barragens de rejeitos. Ele acha que um nível mais alto de governança e segurança é fundamental para confirmar que as normas de segurança existentes são implementadas consistentemente. John Wates, engenheiro sênior de resíduos da Golder Associates, co-autor do relatório, disse: "O relatório pediu que a indústria publique um quadro de rejeitos que deve ser aprovado pelo conselho do ICMM e empresas associadas”. Terry Eldridge, Analista de Projetos da Golder Associates, disse: "Espero que este relatório seja amplamente lido, não apenas pelos membros do ICMM, mas pela indústria de mineração como um todo, para que possamos melhorar continuamente a segurança da indústria".

Veja também

20/05/2020
BARRAGENS DE MINERAÇÃO | ANM adota normas mais rígidas de segurança
20/05/2020
BARRAGENS DE REJEITO | Aprovado PL que amplia exigências
20/05/2020
BARRAGENS A MONTANTE | ANM mantém prazos para descaracterização
02/04/2020
BARRAGENS DE REJEITO | ANM interdita 47 estruturas no País
24/03/2020
BARRAGENS | ANM pede reforço no monitoramento
18/03/2020
BARRAGENS | Vade Mecum compila mais de 100 normas