21/01/2021
THYSSENKRUPP

Expansão para atender ao setor eólico

A thyssenkrupp está aumentando seu escopo de fornecimento com a usinagem de componentes de grande porte para geradores eólicos no Brasil. A companhia já fornece rolamentos e anéis de amplo diâmetro para turbinas eólicas a partir de sua planta localizada em Diadema (SP) e está com projeto de expansão da atividade de usinagem na unidade fabril de Santa Luzia (MG). "O segmento de energia eólica está em plena ascensão e vimos a oportunidade de diversificar os negócios gerados em nossa fábrica de Santa Luzia. Na unidade, que atualmente é voltada ao setor da mineração, temos um diferencial importante de mercado: capacidade produtiva para absorver novas encomendas que demandem a usinagem complexa de grandes peças e, por essa razão, decidimos investir nessa nova área. Vamos alocar cerca de 20% da capacidade produtiva de Santa Luzia para o setor de energia", explica Paulo Alvarenga, CEO da thyssenkrupp na América do Sul. 

No setor eólico, a thyssenkrupp trabalha na produção e usinagem de 50 peças de grande porte para dois clientes do setor, com previsão de entrega para o primeiro semestre de 2021. A capacidade de produção é de cerca de 200 peças para geradores eólicos por ano, incluindo hubs, eixos, frames e anéis da torre. A fábrica em Santa Luzia possui estrutura fabril de 3.000 m² de área construída em uma área total de 20.000 m², máquinas computadorizadas para a usinagem de peças de grande porte de até 100 toneladas e equipamentos de içamento com capacidade para até 240 toneladas, além de cabines de pintura e usinagem de grande porte em tornos horizontal e vertical, incluindo a disponibilidade de mandrilhadora. A planta tem capacidade para funcionar em três turnos de trabalho. 

A thyssenkrupp fornece componentes para o setor eólico há um tempo por meio de sua unidade de Diadema, que produz rolamentos com diâmetros até 4.000 mm para aplicações de alta complexidade e anéis para turbinas eólicas, além de prestar serviços com um portfólio que abrange desde a assistência técnica para supervisão de instalação e acompanhamento de vida útil até a recuperação e a usinagem de rolamentos. "Do total de torres eólicas instaladas no País, metade possui componentes produzidos pela thyssenkrupp", destaca Sergio Guerreiro, CEO da thyssenkrupp rothe erde no Brasil. Além de ser uma parceira estratégica no desenvolvimento do setor, a thyssenkrupp também atuou de forma pioneira nos primeiros aportes técnicos da energia eólica no Brasil, a exemplo da primeira torre instalada no Brasil, em Fernando de Noronha (PE).

Veja também

02/03/2021
BENS DE CAPITAL | Setor planeja investir mais de R$ 6,7 bi
12/02/2021
USIMINAS | Recordes históricos em 2020
10/02/2021
TECNOLOGIA | Vale investe em aço com baixo carbono
10/02/2021
PERFURATRIZES | Sandvik conclui aquisição da Inrock
28/01/2021
CARREGADEIRAS SUBTERRÃNEAS | Sandvik modelo novo modelo Toro
28/01/2021
BENS DE CAPITAL | Crescimento de 5,1% na receita em 2020