11/12/2019
MINERAÇÃO

EUA criam Dia Nacional dos Mineradores

Os Estados Unidos reconheceram a data 6 de dezembro como Dia Nacional dos Mineradores, como forma de homenagear os que atuam na exploração mineral há muito tempo. O presidente e CEO da Associação Nacional de Mineração (NMA), dos EUA, Rich Nolan, disse durante o evento que comemorou a data que “Nossa nação tem uma longa história de exploração de mineração. Podemos atribuir muitos dos avanços deste país àqueles que trabalham duro para produzir nossos abundantes recursos. Eu gostaria de não apenas agradecer aos mineradores que atuam como a espinha dorsal de nossa indústria, mas também dedicar um tempo para refletir sobre seu papel em fazer progressos no setor de extração de minerais. Eles aumentaram repetidamente nossos altos padrões de segurança no trabalho e ambientais e foram pioneiros na integração de tecnologias de ponta no processo de mineração”. 
 
O encontro histórico teve a presença de membros do atual governo, especialistas e analistas do setor que debateram a importância dos minerais para as necessidades tecnológicas, de defesa, de energia e de industrialização do país. Houve um acordo unânime entre os participantes sobre a necessidade de reduzir a dependência de importação de minerais dos Estados Unidos, já que quase 30 dos 35 minerais consumidos no país são elencados como críticos pelo Serviço Geológico norte-americano. 
 
Vários participantes mostraram-se preocupados com a dependência dos minerais fornecidos pelo exterior para alimentar a indústria norte-americana, citando vários exemplos de como o lento processo de permissão de minas está impedindo os investimentos em mineração, que estão se movendo para o exterior. A senadora Lisa Murkowski (R-AK) em seu discurso, disse: "Neste país, as pessoas acreditam na teoria da concepção imaculada da energia. Você acende a luz e isso simplesmente acontece. Isso simplesmente não acontece. Para que isso aconteça, são necessários recursos que vêm da terra”. 
 
Neste outono, a NMA anunciou os vencedores do prêmio Sentinels of Safety 2018, co-patrocinado pelo Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional dos EUA, concedido apenas a empresas de mineração que registraram pelo menos 4 mil horas sem lesões. Segundo Nolan, “os mineradores são a força motriz por trás das contribuições econômicas da mineração. As operações de mineração criam e suportam 1,1 milhão de empregos americanos. O salário médio de mineração de metal é de US$ 94 mil por ano, permitindo que nossos mineiros melhorem suas comunidades e apoiem suas famílias. Em 2017, as mineradoras de minerais produziram US$ 82,2 bilhões em recursos que foram utilizados pelas indústrias a jusante. Nossa indústria responde por 14% do PIB nacional e tudo isso graças aos nossos mineradores”. O presidente da NMA conclui que todos os americanos devem lutar por um setor mineral que é vital para a economia do país e vida dos americanos. “Não podemos mais ficar quietos e atrasados. Os americanos que atuam em nossa moderna força de trabalho de mineração fazem sua parte para alimentar nosso motor econômico e tornar nosso país competitivo em um cenário internacional. Está na hora de nossos tomadores de decisão fazerem o mesmo”. 

Veja também

04/12/2019
ENTIDADES | CNI cria Conselho de Mineração
13/11/2019
SUSTENTABILIDADE | Programa da FLSmidth para cimento e mineração
07/11/2019
MINERAÇÃO | Entidades enviam carta à ANM
17/09/2019
MINERAÇÃO | Setor tem que reconquistar reputação
04/09/2019
EXPLORAÇÃO MINERAL | Aumento das atividades em julho