20/05/2020
OURO

Equinox produz 89 mil onças

"A Equinox Gold teve um forte primeiro trimestre impulsionado pela produção de nossos ativos recém-adquiridos e alcançou uma produção recorde de ouro e ganhos recordes com as operações das minas, apesar dos desafios de navegação relacionados à pandemia COVID-19", disse Christian Milau, CEO da companhia. A Equinox tem mais de US$ 350 milhões em dinheiro disponíveis, com forte posição financeira e totalmente financiada por seus planos de crescimento orgânico. 

A construção da Fase 1 de Castle Mountain está 75% concluída e espera-se que os projetos de expansão de Los Filos e de reinício de Santa Luz permitam a empresa aumentar significativamente a produção ao longo de 2021 e 2022. Recentemente, a Equinox concluiu avaliação econômica preliminar positiva para o desenvolvimento de uma mina subterrânea em Aurizona. 

Enquanto a suspensão temporária das atividades de mineração na mina de Los Filos, no México, afetará a produção do segundo trimestre, as outras minas da companhia sofreram apenas uma interrupção mínima por causa da pandemia até o momento. “Continuamos focados em alcançar nossos objetivos de crescimento, mantendo procedimentos operacionais e de segurança adequados para ajudar a proteger a saúde e o bem-estar econômico de nossa força de trabalho e comunidades locais”. 

No primeiro trimestre de 2020, a Equinox completou 3,5 milhões de horas de trabalho com três acidentes com afastamento em todos os locais, registrou produção recorde de 88.951 onças de ouro e vendas de 82.629 onças de ouro, com exceção da produção da Leagold. A receita da companhia atingiu US$ 130 milhões no período, enquanto o Ebitda somou US$ 65,3 milhões e o Ebitda ajustado, US$ 49,5 milhões. 

O lucro líquido atingiu US$ 10,9 milhões no trimestre, enquanto os ganhos operacionais com as minas somaram US$ 43,2 milhões até março. O fluxo de caixa das operações antes das alterações no capital de giro foi de US$ 23,2 milhões.