18/12/2019
OURO

Equinox e Leagold anunciam fusão

A Equinox Gold Corp. e a Leagold Mining Corporation firmaram acordo definitivo de fusão para criar uma das principais produtoras de ouro do mercado mundial. A nova empresa continuará como Equinox Gold e terá sede em Vancouver, Canadá. O Conselho de Administração, liderado por Ross Beaty como Presidente, terá oito membros, sendo quatro de cada empresa. A equipe de gerenciamento integrada será liderada por Neil Woodyer como CEO, Christian Milau como EVP Corporate, Attie Roux como COO e Peter Hardie como CFO. Os Conselhos das duas empresas aprovaram por unanimidade o processo de fusão. 
 
A produção de ouro deve alcançar 700 mil onças em 2020, e aumentar para 1 milhão de onças no ano posterior. A empresa irá operar seis minas Nos Estados Unidos, México e Brasil. As sinergias operacionais e administrativas serão superiores a US$ 10 milhões por ano, enquanto o a capaitalização para o mercado pro forma ficará em US$ 1,3 bilhão, proporcionando potencial de escala, liquidez e reavaliação.
 
O negócio proporcionará aos acionistas da Leagold 0,331 de uma ação Equinox Gold por cada ação da Leagold detida (a “Relação de Troca”). Isso implica na consideração de mercado de C$ 2,70 por ação ordinária da Leagold, usando os preços de fechamento das ações ordinárias da Equinox Gold e da Leagold na Bolsa de Valores de Toronto em 13 de dezembro de 2019. No fechamento, os acionistas existentes da Equinox Gold e Leagold possuirão aproximadamente 55% e 45% da empresa incorporada, respectivamente, com base em ações emitidas. Ross Beaty, presidente da Equinox Gold, declarou: “Essa fusão criará uma das maiores empresas de ouro do mundo operando inteiramente nas Américas. Além de possuir fortes métricas financeiras e operacionais, nossa grande escala proporcionará maior liquidez, maior diversificação de ativos e países e um menor perfil de risco para todos os acionistas. Esse é o tipo de empresa de ouro que os investidores desejam hoje e estou muito satisfeito por estarmos combinando forças para alcançá-lo”. 
 
Frank Giustra, presidente da Leagold, disse que “A combinação da Leagold e da Equinox Gold cumprirá a promessa que fizemos aos nossos acionistas quando lançamos a Leagold há três anos: criar um grande produtor de ouro em um curto espaço de tempo, antecipando uma nova fase do mercado de ouro que começou em 2001. Vou deixar o cargo de Presidente e Diretor para me concentrar no meu trabalho filantrópico global, mas continuarei sendo um acionista entusiasmado, pois acredito que, juntos, Ross Beaty, Neil Woodyer e sua equipe administrativa continuarão a expandir a Equinox Gold e agregar valor aos nossos acionistas”. 
 
Ross Beaty subscreverá US$ 40 milhões em uma colocação privada de ações ordinárias da Equinox Gold a um preço de C$ 8,15 por ação ordinária para manter uma participação de aproximadamente 9% na empresa. Além disso, a Mubadala subscreverá uma nova debênture conversível de cinco anos, no valor de US$ 130 milhões, com participação de 4,75% e conversível em ações ordinárias da Equinox Gold a um preço fixo de US$ 7,80 por ação, para um prêmio aproximado de 25% sobre as ações da Equinox Gold de US$ 8,15. Para refinanciar as linhas de crédito e dívida existentes da Equinox Gold e Leagold, um sindicato de bancos formado pelo Banco da Nova Escócia, Société Générale, Bank of Montreal e o ING Capital LLC firmaram compromissos subscritos para um empréstimo de cinco anos no valor de US$ 100 milhões e uma linha de crédito rotativo de quatro anos no valor de US$ 400 milhões. Esses financiamentos estão sujeitos ao preenchimento de documentação definitiva, aprovações regulatórias e outras condições habituais de fechamento.