16/08/2019
HYDRO

Duas medalhas no Congresso de SST

O sistema para trator de esteiras D11 da Hydro ganhou o ouro na categoria "Higiene Ocupacional" do Prêmio Proteção Brasil 2019, durante o 2º Congresso Brasileiro de Saúde e Segurança no Trabalho, em São Paulo. Na categoria "Ações Preventivas e Corretivas de SST", a companhia recebeu o bronze com a apresentação do case Guia de Prevenção de Acidentes nas Operações de Terraplenagem. O prêmio avaliou 194 cases nesta edição e os jurados elegeram os 32 melhores em diferentes categorias. A região Sudeste concentrou o maior volume de inscritos, com 70,6% das inscrições, seguido pela região Sul (13,9%), Nordeste (8,3%), Centro-Oeste (4,1%) e Norte (3,1%).

A Hydro utiliza a tecnologia em Paragominas como uma forma alternativa, mais segura e ergonômica na operação dos tratores em sua mina de bauxita. O sistema permite controlar os tratores remotamente.

O sistema de Operação Remota em Trator de Esteiras D11 elimina os riscos de saúde ocupacional associados à operação dos equipamentos móveis ao evitar que o empregado esteja exposto a vibrações elevadas geradas pelo trator, durante a atividade de desmonte de minério. "Com o sistema, a operação do equipamento passou a ser feita a partir de um controle externo. O aprendizado com esse prêmio é que temos outras oportunidades na Mineração Paragominas, como resultados importantes na gestão de empresas terceirizadas, nos trabalhos da comissão interna de prevenção de acidentes e de envolvimento das comunidades", afirma Thiago Nascimento, técnico de segurança e higiene do trabalho da Mineração Paragominas.

O Guia de Prevenção de Acidentes nas Operações de Terraplenagem foi elaborado durante três anos e meio e contou com a participação ativa das lideranças, encarregados e os operadores de máquinas da Mineração Paragominas. "Com o guia, diminuímos a exposição de pessoas ao risco e melhoramos ainda mais a gestão das operações. Os empregados passaram a receber orientações mais direcionadas às tarefas discutidas, diariamente, nos Diálogos de Segurança e Saúde (DSS) e treinamentos de ambientação de novos contratados. O documento também foi impresso, em formato de guia de bolso, para que tenham à mão para consultas nas paradas e intervalos de serviço", explicou Ricardo Sarmento, supervisor de HSE de Projetos da Mineração Paragominas.

No período de três anos e meio foram movimentados cerca de 10 milhões de m³ de solo, entre corte e aterro, que envolveu atividade intensa de máquinas na empresa. "Esse tipo de movimentação é a segunda causa de acidentes graves, de acordo com estatísticas de grandes empresas. E não tivemos nenhum tombamento em mais de 625 mil operações de basculamento", exemplificou Ricardo Sarmento. No pico das atividades de implantação dos projetos relatadas no case, a Mineração Paragominas teve 200 equipamentos em operação e a alocação de 713 colaboradores. O uso do guia passou a ser pré-requisito nas contratações de novos serviços. "E, para facilitar a compreensão de todos, usamos uma linguagem didática, direta e simples, com recursos visuais, como ilustrações", comentou Sarmento.

Veja também

28/08/2019
CERTIFICAÇÃO | Alumínio da Hydro recebe chancela da ASI
15/05/2019
SEGURANÇA | SBG critica decreto sobre armas
04/04/2019
SEGURANÇA | ANM vai interditar barragens
27/03/2019
SEGURANÇA EM BARRAGENS | Comissão realizará consulta pública
20/03/2019
SEGURANÇA EM BARRAGENS | Academia de Ciências faz eventos no RJ e MG