04/06/2020
MUSA

Doação de 12 mil máscaras à Itatiaiuçu

A Mineração Usiminas (Musa) doou 12 mil máscaras de tecido à Prefeitura de Itatiaiuçu (MG), que serão distribuídas por meio das equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF), atendendo a 100% da população. Além das máscaras, houve a doação de 1.045 litros de álcool em gel e mil óculos de segurança, destinados a utilização nas unidades de atendimento e pelos profissionais da área que estão à frente das ações de combate à pandemia COVID-19. “A mineradora está nos ajudando na travessia deste momento tão difícil pelo qual passamos. Fica registrado o nosso agradecimento, em nome de toda a população de Itatiaiuçu”, frisou Matarazzo José da Silva, prefeito do município. 

O gerente-geral de Sustentabilidade da Musa, André Chaves, reafirmou o compromisso da Musa com as comunidades do entorno da unidade e a preocupação de contribuir para que a população esteja protegida e bem assistida, principalmente neste período. “Cientes da nossa responsabilidade social, queremos sempre atuar em parceria, apoiando os municípios e ajudando nos cuidados com as pessoas, o que faz parte do nosso DNA”, afirma Chaves. Desde o início da pandemia, a Musa investiu na confecção de 35 mil máscaras de TNT pela Associação dos Artesãos e Produtores Caseiros de Itatiaiuçu (Acirpa), equipamentos que vêm sendo distribuídos entre colaboradores e instituições, como a Polícia Militar, que recebeu, além dos itens de proteção facial, 45 litros de álcool em gel. A companhia entregou aos 450 caminhoneiros prestadores de serviço kits de alimentos e produtos de higiene, em abril e maio, para minimizar as dificuldades geradas pelas restrições de funcionamento do comércio no período. 

A Musa aderiu também à campanha “Doar para Salvar” e repassou R$ 150 mil ao Hospital Manoel Gonçalves, localizado em Itaúna e referência para os atendimentos à população de Itatiaiuçu, Itaguara e Piracema. Outros R$ 80 mil foram destinados à instituição de saúde por meio de acordo com o Ministério Público Federal (MPF). Além disso, a mineradora adotou providências cabíveis para proteção de colaboradores, próprios e terceiros, fornecedores, prestadores de serviços e comunidades do entorno da unidade, como o trabalho remoto para as equipes administrativas, gestantes, pessoas com doenças crônicas e acima de 60 anos; afastamento temporário de empregados com sintomas gripais ou que tiveram contato com pessoas em suspeita de contaminação ou casos confirmados; aferição diária da temperatura dos colaboradores, antes do embarque no transporte ou na entrada da unidade; aumento da frota e ônibus circulando com 50% da capacidade e mudanças nos serviços de alimentação.