01/11/2018
HORIZONTE MINERALS

Confirmada vida longa para projeto Araguaia

A Horizonte Minerals Plc informa que o estudo de viabilidade para o Projeto Araguaia de Ferro-Níquel, no Estado do Pará, confirmou que o empreendimento é considerado de Nível 1, com grande recurso escalável de alto teor e longa vida útil da mina (28 anos), e fonte de baixo custo de ferro-níquel para a indústria de aço inoxidável. O estudo de viabilidade do projeto permite futura construção de uma segunda linha de processo de calcinador rotativo e forno elétrico (RKEF), com potencial para dobrar a capacidade de produção do Araguaia, de 14.500 toneladas anuais de níquel para até 29.000 toneladas por ano de níquel. 
 
A companhia espera que o resultado técnico-econômico do projeto dê suporte ao financiamento, acordos de escoamento e futuras etapas de desenvolvimento. O cronograma rápido para a produção deve aproveitar a previsão de crescimento do mercado do níquel no curto e longo prazo. 
 
A mina deve gerar fluxo de caixa após taxação de US$ 1,6 bilhão com recursos minerais. Após o desenvolvimento, espera-se que o projeto produza em média 14.500 toneladas de níquel contido em aproximadamente 52 mil toneladas de ferro-níquel por ano, utilizando a tecnologia RKEF comprovada, atualmente utilizada em mais de 40 minas ao redor do mundo. O Araguaia está configurado para fornecer benefícios socioeconômicos para comunidades no Pará, o que inclui a geração de mais de 1.000 empregos diretos na fase de construção e cerca de 500 empregos durante a operação, além de programas adicionais de desenvolvimento socioeconômico. A perspectiva para o mercado de níquel é de crescer 5% nos próximos três a cinco anos, tanto do setor de aço inoxidável como de uma nova demanda originada do crescimento do mercado de bateria de veículos elétricos. 
 
A Horizonte Minerals já obteve Licença Prévia e Outorga de Uso de Recursos Hídricos para operação em escala total no Araguaia e está prestes a conseguir a Licença de Instalação no primeiro quadrimestre de 2019. 
 
O diretor-executivo e CEO da Horizonte Minerals, Jeremy Martin, afirmou : “Tenho a satisfação de entregar o Estudo de Viabilidade para o projeto Araguaia de ferro-níquel. O estudo representa a etapa mais importante no desenvolvimento da empresa até o momento. Desde a descoberta inicial da Horizonte e a aquisição da Teck e Glencore, este é o auge de uma longa jornada que nem todas as empresas conseguem alcançar com sucesso. A Horizonte possui um dos maiores projetos de níquel não desenvolvidos do mundo, em uma jurisdição favorável à mineração, com boa infraestrutura e conjunto econômico atraente, como definido no FS (Feasibility Study)”. “A Horizonte está entrando em uma nova e empolgante fase de sua jornada de exploradora para desenvolvedora, com potencial para criar valor substancial para todos os stakeholders, como ressaltado nos resultados. Estou ansioso para fornecer informações atualizadas ao mercado, tanto sobre o emblemático projeto Araguaia de ferro-níquel como o projeto Vermelho de níquel-cobalto.”

Veja também

13/11/2019
MINÉRIO DE FERRO | Minas-Rio deve produzir mais 21%
28/10/2019
MINÉRIO DE FERRO | Samarco já pode voltar a operar
23/10/2019
MINÉRIO DE FERRO | Licenciamento para expansão da mina do Baú
14/10/2019
PROJETO ARAGUAIA | Pedro dos Reis vai comandar construção
17/09/2019
MINÉRIO DE FERRO | CBPM vai licitar projeto em Ibipitanga
17/09/2019
MINÉRIO DE FERRO | Projeto da Bamin começa a sair do papel
21/08/2019
MINÉRIO DE FERRO | Reativação de operação no Amapá