08/12/2020
PRÊMIO

Cearense entre finalistas do Steel Challenge

O worldsteel promoveu, dia 25 de novembro, a 15ª edição do campeonato regional Steel Challenge 2020, por 24 horas online. Ao todo, foram 1.200 participantes representando mais de 50 empresas e cerca de 90 instituições acadêmicas de 27 países. A novidade desta edição é que todos os participantes que concluíssem com sucesso uma simulação recebiam um certificado de competição.

Houve mais de 10.700 tentativas com a simulação combinada de fabricação de aço de forno elétrico a arco e produção de aço secundária, com 6.119 execuções concluídas. Os primeiros colocados nas categorias 'Indústria' e 'Estudante' irão participar do Campeonato Mundial, em abril de 2021. Também estão classificados para o Campeonato Mundial os primeiros colocados em cada uma das cinco regiões.

Todos os finalistas receberão certificados e prêmios em dinheiro. Os campeões mundiais em ambas as categorias também receberão um certificado de campeão mundial, um prêmio em dinheiro adicional e o troféu steelChallenge.

O steelChallenge-15 utilizou cursos secundários de produção de aço e fundição contínua da Steeluniversity em uma simulação combinada. Os concorrentes foram encarregados de produzir um tipo de aço que atendesse aos requisitos técnicos com o menor custo por tonelada. A simulação usou uma classe de aço projetada especificamente para steelChallenge-15.

Os competidores podiam realizar 'execuções' ilimitadas da simulação durante o período de competição de 24 horas. 

Em 2020, todos os participantes inscritos tiveram acesso aos cursos Secundário de Siderurgia e Lingotamento Contínuo, incluindo e-learning, modelos 3D interativos e simuladores. Os participantes registrados que concluíram o curso Secundário de Siderurgia e o curso de Lingotamento Contínuo receberam certificados de conclusão para cada curso. 

Na categoria Américas, o analista de Vendas da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), Bruno Galdino, foi o vencedor no 15º. Steel Challenge. "Estou feliz e realizado. Agradeço a Deus e aos meus companheiros de equipe. Mais uma vez o nome do Ceará está entre os melhores da siderurgia, demonstrando que somos capazes de competir e vencer desafios.”, disse Bruno. A equipe vencedora ainda contou com Marcelo Angelotto e Daniel Gouveia, também analistas na CSP e destaques em edições passadas da competição.