18/03/2020
ESPODUMÊNIO

BNDES financia planta de lítio em MG

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) contratou financiamento para projeto da AMG Mineração S.A. de uma planta de beneficiamento de espodumênio, material concentrado de lítio, na cidade de Nazareno (MG). O BNDES financiará 18% do investimento total de R$ 221 milhões. 

O projeto deve aumentar em 10 vezes a produção nacional de concentrado de lítio, insumo de alto valor agregado utilizado em baterias de veículos elétricos. “Além dos ganhos econômicos para a empresa e para o país, o projeto tem potencial de gerar ainda benefícios ambientais futuros”, destacou o BNDES em comunicado.

A unidade da AMG reaproveita rejeitos existentes de duas plantas antigas que possuem barragens construídas à montante, além de novos rejeitos gerados pela produção de tântalo. Ao fim da utilização do material depositado, a área voltará ao seu estado natural.

O projeto gerou impacto ambiental positivo, ampliação do material lavrado e gerou 2 mil postos de trabalho indiretos durante as obras e 130 novos empregos, com priorização de mão-de-obra local, das cidades de Nazareno e São Thiago. Como o principal mercado consumidor de concentrado de lítio é a China, a iniciativa apresenta grande potencial de geração de divisas para o Brasil.

A unidade tem capacidade para produzir 90 mil toneladas de concentrado de lítio. As instalações devem apresentar perfil de custos competitivos em relação aos fornecedores internacionais e a expectativa de crescimento do mercado é de 14% ao ano até 2025.