03/12/2020
VALE

Aumento de produção e de investimentos

A Vale atualizou as estimativas para a produção e custos para os anos de 2020 e 2021. A produção de minério de ferro deve ficar entre 300 e 305 milhões de toneladas este ano, enquanto é prevista uma produção de 315 a 335 milhões de toneladas do minério em 2021. 

A produção de cobre esperada para 2021 é de 390 mil t, enquanto a média entre os anos de 2022 a 2024 deve ficar em 455 mil t. Para 2025, a Vale calcula uma produção de aproximadamente 500 mil t de cobre. Já o níquel deve ter produção média de 200 mil t entre 2021 e 2023 e de 220 mil t nos dois anos posteriores (2024 e 2025). 

A estimativa de CAPEX deve subir dos US$ 4,2 bilhões esperados para este ano para US$ 5,8 bilhões em 2021. Devido a ajustes nos projetos de descaracterização e obras para melhorias da segurança, a Vale espera registrar uma provisão adicional de aproximadamente US$ 670 milhões (valor nominal) para a execução do plano de descaracterização nas demonstrações financeiras do quarto trimestre de 2020, totalizando aproximadamente US$ 2,7 bilhões (valor nominal) em 31 de dezembro de 2020. Esse valor está sujeito à revisão com base nos desembolsos das provisões até o final do ano fiscal de 2020. 

Para a dívida líquida expandida, a previsão da Vale é de US$ 8,6 bilhões em 2021. Assim, o valor deve recuar para US$ 7,4 bilhões em 2022 e para US$ 6 bilhões em 2023.