08/02/2019
VALE

ANM determina evacuação em Gongo Soco

A Agência Nacional de Mineração (ANM) determinou a evacuação de área a jusante da barragem Sul Superior da mina Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG). A decisão saiu após a Vale informar que está dando início ao nível 1 do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM). 
 
A Vale comunica que a decisão tem caráter preventivo e aconteceu após a empresa de consultoria Walm negar a Declaração de Condição de Estabilidade à estrutura.
 
A ação irá abranger aproximadamente 500 pessoas nas comunidades de Socorro, Tabuleiro e Piteiras, todas situadas na cidade de Barão de Cocais, distante 100 km de Belo Horizonte. Como medida de segurança, a Vale está intensificando as inspeções da barragem Sul Superior. 
 
A mineradora irá implantar também equipamento com capacidade de detectar movimentações milimétricas na estrutura e está trazendo consultores internacionais para fazer nova avaliação da situação no próximo domingo, 10 de fevereiro. 
 
A barragem Sul Superior é uma das dez barragens a montante inativas remanescentes da Vale, e faz parte do plano de aceleração de descomissionamento anunciado no Fato Relevante "Vale anuncia o descomissionamento de todas as suas barragens a montante" do dia 29 de janeiro de 2019. A referida barragem suportava a produção da mina de Gongo Soco, cuja produção de minério de ferro foi paralisada pela Vale em abril de 2016. 

Veja também

20/05/2020
BARRAGENS DE REJEITO | Aprovado PL que amplia exigências
20/05/2020
BARRAGENS A MONTANTE | ANM mantém prazos para descaracterização
20/05/2020
BARRAGENS DE MINERAÇÃO | ANM adota normas mais rígidas de segurança
20/05/2020
BRUMADINHO | Moradores interditam Mina Jangada
20/05/2020
TERMINAIS | Vale retoma operações na Malásia
14/05/2020
DANOS AMBIENTAIS | Vale e Eletrobras excluídas de fundo