28/08/2019
CERTIFICAÇÃO

Alumínio da Hydro recebe chancela da ASI

A Aluminum Stewardship Initiative (ASI) certificou o alumínio produzido em cinco fábricas na área de negócios de Metal Primário da Hydro, de acordo com os mais avançados padrões de responsabilidade e sustentabilidade do setor. As operações certificadas da companhia são a unidade de refusão da Hydro Clervaux, em Luxemburgo, e as fábricas de alumínio primário Sunndal, Karmoy, Årdal e Høyanger, na Noruega. Na prática, a empresa segue ao mercado com o alumínio certificado pela ASI em toda a cadeia de valor.

As fábricas já eram certificadas e a novidade é que o próprio metal passou a ser certificado pela ASI. Dezesseis plantas da Hydro, em seis países, já foram certificadas pela ASI, e várias outras estão em processo de obtenção de certificação. “Acreditamos que será de crescente valor comercial oferecer alumínio fabricado de forma responsável e sustentável. Com uma baixa pegada de carbono que vem da nossa alta utilização de energia renovável e baixas emissões da produção, e agora uma confirmação de que produzimos alumínio de acordo com os mais avançados padrões de sustentabilidade do setor em toda a cadeia de valor, estamos buscando uma vantagem competitiva para clientes exigentes nos setores automotivo e de construção internacional, que estão cada vez mais preocupados com a forma como os materiais que eles usam foram criados ”, diz Kallevik.diz Eivind Kallevik, vice-presidente executivo de Metal Primário da Hydro.

Em junho de 2019, as operações brasileiras de Bauxita & Alumina da Hydro receberam a certificação da ASI pela excelência no padrão de desempenho e relevância no desenvolvimento da cadeia de custódia, fundamentais para garantir a qualidade da atividade industrial e a contínua integração e verticalização do processo produtivo. A Mineração Paragominas e a Alunorte foram contempladas com estes selos por aplicarem práticas industriais responsáveis. O selo conquistado em 2019 tem três anos de validade e sua manutenção está atrelada ao cumprimento dos fluxos de trabalho já estabelecidos nas plantas e escritórios de B&A no país.