11/07/2019
CLASSIFICAÇÃO DE RISCO

Agências elevam rating da Usiminas

As agências internacionais de classificação de risco elevaram a nota de rating da Usiminas no 1º dia de julho. A Moody’s elevou a nota de crédito para Ba3, com perspectiva estável, sustentada pela melhora no perfil de liquidez da companhia. Segundo a equipe da agência, “os ratings continuam refletindo a sólida posição da Usiminas no mercado brasileiro de aços planos e as medidas tomadas para ajustar as operações à fraca demanda no mercado interno nos últimos anos”. 
 
Já a Fitch mudou a classificação da Usiminas de B+ para BB- por considerar as melhorias na liquidez e caixa da companhia. O vice-presidente de Finanças e Relações com Investidores da Usiminas, Alberto Akikazu Ono, afirmou que as novas posições de rating são resultado de um empenho por toda a empresa para “adequar o perfil de endividamento da Usiminas às perspectivas de curto, médio e longo prazo, preservando as capacidades financeira e operacional da companhia”, afirma.
 
As elevações nas notas de crédito ocorrem após a Usiminas renegociar sua dívida. A companhia fará uma emissão de títulos internacionais e quitará os valores devidos ao BNDES, bancos japoneses e parte dos debenturistas.
Além das elevações anunciadas, a Usiminas já teve sua nota de crédito melhorada, em janeiro, pela Moodys e, em junho, a Standard and Poor’s anunciou a manutenção do rating da companhia em B com perspectiva positiva.