04/06/2021
GEOCIÊNCIAS

Acordo científico SGB-CPRM e UnB

O Serviço Geológico do Brasil, por meio do Centro de Geociências Aplicadas (CGA), e o instituto de Geociências (IG) da Universidade de Brasília (UnB) estão prestes a assinar um amplo acordo de cooperação técnico-científica na área de geociências. O objetivo maior é o compartilhamento de equipamentos de isotopia e geocronologia de seus laboratórios e o desenvolvimento de pesquisas conjuntas em várias áreas das geociências, como água, sustentabilidade e energia. A parceria entre as duas instituições viabilizará um centro laboratorial de alta performance analítica que deverá resultar na ampliação do conhecimento geológico do Brasil.

“Esta parceria é um passo importante para que as duas instituições se tornem um centro de referência em geodinâmica, províncias minerais e estudos referentes à geologia de petróleo e gás”, afirmou o chefe do CGA, o geólogo Noevaldo Teixeira. O geólogo explica que as províncias minerais e os reservatórios em rochas carbonáticas deverão constituir as duas principais linhas de pesquisa deste novo centro analítico nacional. Apesar de ainda não consolidada, Teixeira afirma que a parceria já começa com uma importante contribuição à pesquisa científica no setor mineral: o SGB/CPRM e a UnB realizarão, entre os meses de junho e julho, um seminário sobre processos geodinâmicos com a participação de pesquisadores de universidades de outros países. 

O seminário terá a participação de pesquisadores e pesquisadoras do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETH Zurich), da Universidade de Alberta (Canadá), da Universidade de Lausanne (Suiça), da Universidade Monash (Austrália), da Universidade Nacional Australiana (Austrália), da Universidade Grenoble Alpes (Alpes Franceses) e da Universidade de Estrasburgo (França), entre outras instituições. Serão 40 minutos de palestra, seguidos de 20 minutos para debate com espaço para perguntas. “As palestras acontecerão em dias alternados, com início no dia 08 de junho, com a palestra do pesquisador Taras Gerya e encerramento no dia 13 de julho. Durante o evento, os palestrantes abordarão temas diversos para esclarecer, por exemplo, como o nosso planeta começou a se formar, quais eram as condições de habitabilidade no início da formação da crosta, como os depósitos minerais são formados, o que diferencia a terra dos outros planetas, como os magmas migram por dezenas de km até chegarem à superfície, por que alguns magmas são capazes de gerar um depósito mineral e outros não, como os fluidos são formados e como a deformação contribui para a sua canalização, como os levantamentos de sísmica passiva podem contribuir na exploração mineral, quando a tectônica de placas pode ter começado efetivamente, quais são os processos geodinâmicos que tornam o nosso planeta tão especial, entre outros questionamentos”, explicou Noevaldo Teixeira. 

As palestras serão transmitidas por meio do link https://www.youtube.com/tvcprm. Além desta edição, outros seminários estão previstos para acontecer ao longo do ano, também com transmissão do canal TVCPRM. O evento, que acontecerá entre os meses de junho e julho, é gratuito e não requer inscrição prévia.

Veja também

18/06/2021
MINERAÇÃO TABOCA | Laboratório de Hidrometalurgia no Amazonas
17/06/2021
PROCESSOS MINERÁRIOS | ANM inicia digitalização
15/06/2021
E-MINERAÇÃO | Financiamento no setor será debatido
10/06/2021
COOPERAÇÃO | Webinar une Brasil e Nova Zelândia
04/06/2021
MINERAÇÃO SUSTENTÁVEL | Webinar debate energia e mudanças climáticas
04/06/2021
FEIRAS | M&T Expo definida para 2022
04/06/2021
E-MINERAÇÃO | Inscrições para Rodadas de Negócios