15/06/2016
ENGENHARIA DE MINAS

Setor perde o professor Roberto Villas-Bôas

Na manhã do dia 15 de junho faleceu o professor Roberto Villas-Bôas, pesquisador emérito do Cetem (Centro de Tecnologia Mineral), instituição da qual foi seu primeiro diretor, e membro do Conselho Consultivo da revista Brasil Mineral.

Segundo informações do Cetem, o falecimento se deu por conta de doença descoberta há dois meses, contra a qual não pôde sobreviver. “Hospitalizado em 16 de maio, esteve envolvido intensamente na organização do Workshop Uranium Exploration Strategy, Resource Assessment and Feasibility Studies, ocorrido no CETEM, no início de junho”.

Roberto Villas-Bôas foi Secretário de Novos Materiais do então MCT, na gestão Renato Archer, e professor da Escola de Engenharia e da Coppe/UFRJ. Em setembro próximo ele deveria receber um dos mais importantes reconhecimentos internacionais, o “Distinguished Service Award", concedido pelo International Mineral Processing Council, por votação secreta entre os conselheiros. Em comunicado ao professor Villas-Bôas, o presidente do Conselho, Dr Cyril OConnor, afirmou: “Estou contente de lhe informar que, tendo sido nomeado por dois membros do Conselho, em votação pela internet os demais conselheirosvotaram a favor de sua escolha para a premiação, como um tributo a sua contribuição ao Processamento Mineral e suas atividades neste Conselho e seus congressos”.

O CETEM homenageará Roberto Villas-Bôas dando seu nome ao Auditório principal da instituição. Ele era graduado em Engenharia de Minas pela Escola Politécnica da USP, em 1968, Mestre em Ciências em Engenharia Metalúrgica pela Colorado School Of Mines e Doutor em Ciências da Engenharia, Engenharia e Ciência dos Materiais pela Coppe-UFRJ, em 1977. Foi pesquisador titular do Cetem desde a fundação do Centro até outubro de 2013, quando atingiu a aposentadoria compulsória, tendo sido agraciado com o título de Pesquisador Emérito.

Atualmente eraConselheiro do CYTED - Programa Iberoamericano de Ciencia e Tecnologia para o Desenvolvimento - e foi, em 2013, Gestor IBEROEKA do CYTED. Foi Professor Adjunto IV, concursado, aposentado em 1998, da então Escola de Engenharia, hoje Escola Politécnica da UFRJ, bem como Professor Adjunto da COPPE-Programa de Engenharia Metalúrgica e de Materiais, de 1971 a 1998 . Professor Visitante de várias Universidades, tais como Universidade de São Paulo, Brasil; Universita degli Studi La Sapienza, Roma, Itália; Universidad Nacional de San Juan, Argentina; Universidad de Santander, Bucaramanga, Colômbia; Instituto Superior de Mineria y Metalurgia, Moa, Cuba; Henry Krumb School of Mines, Columbia University, Nova Iorque, EUA; Washington & Lee University, Lexington, EUA; Director de Maestria; da UNIARA, Universidad Internacional de Andalucia, La Rábida, Espanha; além de outras.

Foi Superintendente e Diretor do CETEM, entre 1978 a 1998, com interrupção de 1987 a 1990, tendo exercido, nesse período, os cargos de Vice-Presidente da Paulo Abib Engenharia Mineral, em S.Paulo e Belo Horizonte, Brasil (1987 a inícios de 1989), e Secretário para Novos Materiais do Ministério da Ciência e Tecnologia, gestão Renato Archer (1989 a 1990). Foi Coordenador Internacional do Subprograma Tecnologia Mineral, CYTED/XIII, entre 1998 a 2005 e Chairman do IMAAC/UNIDO. Foi Vice-Presidente da OLAMI, Organização Latino Americana de Mineração, de 2002 a 2008. Desde 2009, é Gestor Internacional da Área "Promoción al Desarrollo Industrial" do Programa CYTED. Realizou pós-doutorado pela Academia de Ciências Naturais da China, em Pequim, em 1991.

Quando estudante na USP foi do Conselho Universitário daquela Universidade, como Representante dos Alunos e Vice-Presidente do Diretório Central dos Estudantes - DCE/USP, 1966/67; Conselheiro da FINEP, como representante do CNPq, 91/92. Foi Presidente da ABIPTI - Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Industrial. Foi Diretor da União Panamericana de Engenheiros-UPADI. Possui vasta experiência profissional em consultoria, em pesquisa, orientação e ensino nas área de Engenharia de Minas, Mineral e de Materiais, com ênfase em Processos Minerometalúrgicos Sustentáveis e vem atuando nos temas da mineração, meio-ambiente, desenvolvimento sustentável, indicadores de sustentabilidade, tecnologia dos materiais e planejamento estatístico de experimentos.

Como consultor participou e participa de vários projetos da UNEP, Paris, relacionados a Mercúrio na biota e TransApell; da IAEA-International Atomic Energy Agency, Viena, sobre recuperação ambiental de áreas degradadas pela mineração de urânio, UDEPO e ThDEPO; da UNIDO, Viena, sobre mercúrio em áreas de garimpo e tecnologias limpas, financiado pelo GEF - Global Environmental Fund, tendo sido Coordenador no Brasil do Global Mercury Project.

É autor e editor de cerca de 27 livros, todos disponíveis na Web, e centena de artigos científicos, orientador de várias teses de Mestrado e Doutorado. Foi agraciado com as Ordens do Mérito Mineral e do Engenheiro Militar, e é Chairman do Comitê de Sustentabilidade do International Mineral Processing Council (IMPC), bem como Conselheiro deste mesmo Conselho. É membro do grupo de especialistas do UNFC/UNECE, em Genebra.

Veja também

06/12/2018
EVENTOS | APLs são debatidos no IFRN
06/12/2018
VOTORANTIM CIMENTOS | Indicado novo CEO Global
29/11/2018
AGENCIAS | Decreto aprova instalação da ANM
23/11/2018
JAGUAR MINING | Gerência de operação em Turmalina
14/11/2018
VOTORANTIM CIMENTOS | Patrimônio geológico em Pernambuco
01/11/2018
BRASIL MINERAL | Vicente Lôbo integra Conselho Consultivo
01/11/2018
POLÍTICA MINERAL | Maria José é a primeira mulher na SGM